Arquivos | Pães RSS feed for this section

Pãezinhos de cebola e queijo em 30 minutos!

12 abr

DSC08577

Com o vento esfriando as noites por aqui  as sopas começam a voltar em casa e procurando na web uma receita rápida e diferente de pãezinhos para acompanhar o prato principal do jantar achei esta delícia. Em pouco mais de meia hora estão prontos! Adorei, são fáceis, saborosos e rápidos! Juntou o que eu gosto!

Mudar a erva e colocar orégano ou outro tipo de queijo fica a critério do padeiro! Vale a pena fazer! Da próxima vez vou fazer metade temperados e a outra parte sem nada para comer no café da manhã mesmo! Hum! Torradinhos ficam uma gostosura também!

DSC08578

A receita original está aqui.

Pãezinhos de cebola e queijo

(xícara 240ml)

1 xícara mais 2 colheres (sopa) água morna

1/3 xícara de óleo

2 colheres (sopa) de fermento fresco

1/4 xícara de açúcar

1/2 colher (chá) sal

1 ovo

3 1/2 xícara farinha de trigo

2 xícaras de queijo ralado (mix de Cheddar, Parmesão, Asiago e Romano) usei só Parmesão

4 colheres (sopa) de manteiga derretida (*opcional, para pincelar)

4 colheres (sopa) de cebola desidratada

1 ovo batido com um tiquinho de água (eggwash)

Num bowl grande combine a água, óleo, fermento fresco e o açúcar. Deixe agir por 15 minutos. Junte o sal, ovo, trigo e a cebola.

Misture bem com as mãos até sentir que a massa não está mais grudando. Pode ser necessário usar um pouco mais de farinha.

* a receita diz para usar uma batedeira com gancho…fiquei com preguiça de tirar do armário e depois ter que lavar tudo…fiz na mão mesmo!

Forme doze bolinhas do mesmo tamanho e coloque numa assadeira untada com manteiga. Deixe crescer cerca de 10 minutos. Pincele a manteiga derretida (se quiser usar, eu não usei) ou o eggwash sobre as bolinhas e coloque o queijo ralado.

Asse em forno pré-aquecido (180ºC) até dourar. Retire do forno e pincele novamente a manteiga (não fiz).

DSC08582

Na hora de servir ainda coloquei mais um pouco de queijo ralado sobre os pãezinhos!

Os pãezinhos são deliciosos!!! Acompanham super bem uma sopa, uma salada ou até um ensopado! E no dia seguinte ou no lanche tostadinhos ficam uma gostosura!

DSC08586

Se quiser fazer para um lanche com amigas (amigos) fica demais! Varie as ervas e os queijos, com tomate seco ou feta…hummmmm!

Pain Viennois au Chocolat

1 abr

Please scroll down for English

DSC08406

O aroma e o sabor dos pães franceses com recheio de chocolate são uma tentação e apesar de já fazer um bom tempo que estive na França lembro muito bem dos deliciosos “Pain au chocolat” que experimentei! As crianças adoram e  me incluo na lista!

BBD #57

Assim que vi que o Bread Baking Day #57 era uma festa de Blogwarming para o novo blog da Zorra e que ela pedia para levar um pão, resolvi que faria um pão recheado com chocolate! Esta receita me cativou logo que vi as fotos! Tinha de testar! Adorei! Ficou super gostoso e bonito! Além disso foi um pão com cara de Páscoa! Espero que tenham tido um doce feriado!

O nome é muito chique, não? Adorei! Minha sobrinha me  pediu 3 vezes para passar a receita para minha irmã! E meu Galego adorou, ainda mais que é fã de chocolate e há tempos pedia um pão assim! Acho que fez sucesso!

Levei para a família experimentar  no feriado e não deu tempo para tirar fotos do pão cortado…

A receita é ligeiramente adaptada daqui.

Pain Viennois au Chocolat

(xícara 240ml)

90g de manteiga sem sal (temperatura ambiente)

5 ovos (temperatura ambiente)

100ml de leite

10g sal

10g leite em pó

40g açúcar

15g fermento fresco para pão

550g farinha de trigo

170g de chocolate meio amargo em pedacinhos

Para pincelar: 1 ovo batido

                 açúcar de confeiteiro

Modo de fazer: num bowl misture com os dedos a manteiga, leite, os ovos, leite em pó, açúcar e fermento. Junte a farinha e numa batedeira com gancho bata na velocidade baixa por 5 minutos. Aumente a velocidade para média e bata por 15 minutos.

(Adicionei um pouquinho mais de trigo, cerca de 1/4 de xícara, até que a massa estivesse boa, sem grudar.)

Cubra o bowl com plástico filme e deixe dobrar de volume, cerca de 1 hora.

DSC08404

Retire a massa do bowl e sove por 2 minutos. Divida em 4 partes iguais e achate cada uma das partes. Recheie com chocolate meio amargo em pedacinhos e feche a massa para formar rolos de 20cm.

(Resolvi fazer 3 pães, dois com recheio de chocolate e um sem recheio. Um dos que tinha chocolate fiz redondo para ver como ficava. Lindos! O pão que não tinha recheio ficou bem mais escuro…esqueci no forno e quase queimou!!!!

A massa não é muito doce, fica muito gostosa com o chocolate dentro e também sem nada, para comer no café da manhã ou num chá da tarde! Farei novamente!)

Deixe crescer novamente por 30 minutos em forma untada com manteiga. Pré-aqueça o forno na temperatura média. Antes de levar ao forno pincele ovo batido e polvilhe açúcar de confeiteiro e faça cortes com uma gilete ou faca afiada.

Asse até dourar. Deixe os pães esfriarem numa grade.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

DSC08413

As soon as I read the theme proposed by Zorra for the Bread Baking Day #57, Blogwarming Party, and that she asked to take a bread as a blessing for her new blog, I knew I had to bake a chocolate filled bread!

It took me back to the time I went to France…the splendid aroma and taste of the Pain au Chocolat so loved by the children (and myself too!)! This recipe caught my eyes and my stomach! Loved the results.

I decided to bake 3 breads instead of the 4 called for in the recipe. One of them I did not put filling and it was a great call for breakfast or tea time.

I took the breads to a family reunion during Easter and everyone loved but did not get the chance to take pictures of the breads once cut. My son was asking me to bake a bread with chocolate for ages and was so happy! And my niece asked me 3 times to send her mom the recipe…guess they liked it!

DSC08406

The recipe came from here and is slightly changed by me. Just a bit.

Pain Viennois au Chocolat

(cup 240ml)

90g unsalted butter (room temperature)

5 whole eggs (room temperature)

100ml whole milk

10g salt

10g powder milk

40g sugar

15g fresh yeast

550g white flour

170g unsweetened chocolate broken in small pieces

Eggwash: 1 beaten egg

           confectioner sugar

Directions: in a bowl mix with your fingers the butter, milk, eggs, powder milk, sugar and yeast. Add the flour and in a stand mixer with a whisk beat at low for 5 minutes. Put in medium and beat for 15 minutes.

(I added a little extra flour, about  1/4 cup, until it wasn´t sticking anymore.)

Cover the bowl with cling film and let it rise for about one hour, until doubles volume.

Put the dough in a floured surface and knead for 2 minutes.  Cut in four parts and flatten each one. Fill with the chocolate and form logs of dough, around 20cm.

(I decided to bake 3 breads, two filled with chocolate and one plain.  One of the choclate filled ones I shaped round, just for kicks! Lovely! The plain bread almost burned in the oven…I was busy doing something else…!

The dough is not too sweet, great with the choclate and also just plain! I am certainly baking this bread again!)

Let it rise again for 30 minutes in a buttered sheet. Pre heat the oven to medium. Just before taking to the oven brush the breads with the eggwash and sprinkle confectioner sugar. Cut the surface with a sharp knife. Bake until golden, around 25 minutes. Let the loaves cool in a wire rack.

Pain à l’ancienne

1 dez

DSC07384

Scroll down for English, please

Desta vez consegui me programar para participar do Bread Baking Day #54, um evento criado pela Zorra do blog Kochtopf há pouco mais de  cinco anos e que já tive o prazer de participar algumas vezes. Desta vez quem está fazendo as honras é a Stefanie, do Hefe und Mehr.  O tema que ela escolheu é Overnight , isto é, receitas de pão que crescem durante a noite.

Confesso que não tinha feito muitos pães que necessitam de fermentação durante a noite, foram uns quatro ou cinco, muitas vezes deixei de fazer pois simplesmente sou um pouco desorganizada e deveria ter começado o pão no dia anterior…acabava indo com a receita mais rápida…

Escolhi a receita do Pain à l´ancienne, um pão rústico cujo preparo necessita de fermentação mais longa, tema do evento. Além da fermentação mais demorada para intensificar o sabor do pão, resolvi mudar um pouco a receita e assar o pão na caçarola oval de ferro que ganhei dos meus pais, tipo um Dutch Oven…sonho antigo!

DSC07390

Estou super entusiasmada…o pão é fácil de fazer, confiem em mim, consegui seguir os passos com uma pequena de 1 ano e 8 meses correndo pela casa e precisando de atenção constante! O segredo é seguir a receita (ou quase) e usar o método Dutch Oven se puder para conseguir a casca crocante e o aspecto mais rústico das padarias mais descoladas! Assar o pão dentro da panela de ferro ou similar resolve o grande dilema dos padeiros caseiros, a falta de um forno com temperatura alta e umidade suficiente para assar o pão e ao mesmo tempo deixar a crosta bem crocante como na padaria.

Cuidado com a panela quente, luva para não queimar a mão é super necessária!

Estou tão maravilhada com o resultado! Nem acredito que fiz essas belezas! E o sabor? Uma ajudinha de Santa Isabel …e o resultado são pães lindos, crocantes e deliciosos! Ah, Santa Isabel é a padroeira dos padeiros…

DSC07394    DSC07396

Aqui vai a receita então, do Six top food blog com minhas alterações.  Consegui dois pães com 600g e 700g. Guarde em saco de pano para preservar a crocância.

Pain à l’ancienne

766g de trigo branco (pode ser necessário um pouco mais)

16g sal

12g fermento biológico seco

538 a 680g de água gelada

Modo de fazer:

  1. Coloque o trigo, sal, fermento e 538g de água gelada no bowl da sua batedeira e com as pás misture por 2 minutos. Se a massa parecer seca use mais água gelada ou mais trigo se parecer muito úmida. Eu tive que usar quase toda a água.
  2. Com uma espátula raspe a massa das laterais do bowl e troque para o gancho de massa.
  3. Misture por 5 a 6 minutos ou faça como eu, use a máquina de fazer pão para fazer todo o trabalho, desde o passo 1.  Você pode fazer na mão se preferir…
  4. O ponto é quando ao retirar um pouquinho da massa com as mãos você puxa contra a luz e vê através. Se a massa se partir volte a misturar até que esteja no ponto. A massa dever ser grudenta.
  5. Transfira a massa para um bowl grande untado com óleo e cubra com plástico filme. Leve à geladeira durante a noite. * Eu tive que trocar o bowl no meio do caminho…vi que iria transbordar, então não economize…deixe espaço na geladeira para sua massa!
  6. Na manhã do outro dia vá espiar…estará linda e crescida. A minha quase tinha dobrado de volume, apesar da receita original dizer que isso não aconteceria…só teria crescido um pouco…
  7. Deixe o bowl em temperatura ambiente por 4 a 5 horas. (Deixei quase 6…minha manhã foi agitada!)
  8. A massa deve estar pelo menos o dobro do volume anterior.
  9. Numa superfície enfarinhada coloque sua massa com cuidado. Coloque farinha sob a massa e sobre ela.  Não é para sovar.
  10. Abra a massa com as mãos num retângulo de 20x15cm e corte ao meio.  Deixe a massa relaxar por 5 a 10 minutos.

DSC07375

# Como eu fiz: Coloque sua panela (com a tampa) tipo Dutch Oven no forno e deixe aquecer bem a 280ºC cerca de 1 hora.

    Forme seus pães, eu resolvi fazer pães tipo compridos e mais gordinhos. Com uma gilete fiz cortes na superfície dos pães e coloquei cada um sobre um jogo americano de plástico duro enfarinhado com fubá, seja generosa(o).  Deixei crescer novamente enquanto o forno esquentava, uma hora aproximadamente.  Caçarola de ferro com a tampa dentro do forno, para ficar pelando de quente!

DSC07377

     Com super cuidado coloquei o primeiro pão, deslizando para dentro da panela e depois tampei. Abaixei o forno para 245ºC.  Deixei 20 minutos assando com a tampa e depois a retirei, e mais vinte minutos para dourar o pão.  Com cuidado extremo retirei o pão e coloquei numa grade para esfriar completamente.  

     Recoloquei a panela tampada no forno ainda aceso, deixei uns 10 minutos, pois já estava quente e coloquei o segundo pão. Como o primeiro ficou bem moreno resolvi tirar o segundo pão antes dos 20 minutos finais com a panela já destampada…foram uns 12 minutos sem a tampa para dourar. Deveria ter deixado os vinte…

DSC07385

     Enfim, um ficou um pouco mais claro que o outro. Um foi de presente para meus pais, afinal a caçarola de ferro foi presente deles…nada mais justo que agradá-los com alguns frutos do presente! E o outro está aqui esperando para ser degustado…  O deles já foi inaugurado…no lanche da tarde com manteiga e queijo prato orgânico! Demais de bom! Minha caçarola mineira não deve nada a uma Le Creuset…que um dia ainda terei…serão amigas a dividir o armário das panelas e o forno!

     Então, com esta receita, participo do Bread Baking Day #54, já curiosa para ver as delícias que os amantes de pão do mundo todo assaram para nosso deleite!

xxxxxxxxxxxxxxxxx

DSC07383DSC07389

     I have to say a word or two before writting the recipe in English…

     I haven´t participated in a long time in Bread Baking Day, for some time I have been quiet silent in the blog, even though I did not stop baking at home…after all, we have to eat, don´t we?

     I almost made the last BBD, but my schedule got mixed up and I didn´t post in time…so I really wanted to participate in this one, specially because is hosted by Stefanie (whose blog I really like) and the theme is “Overnight”.

    I got a Dutch Oven from my parents and was really excited to try to bake on it! This was the perfect time! The recipe is wonderful, very tasty and if you have time and are an organized person you´ll do great! I did it with a 20 months old holding my legs and running around the house, so you´ll be fine! Trust me!

DSC07393

    The recipe is from Six Top Food blog and I gave it a twist to fill my needs and taste.

Pain à l’ancienne

Ingredients

  • 765g Bread flour 
  • 16g  Salt 
  • 12g Instant yeast
  • 538 to 680g Ice cold water

Procedure

  1. Combine the flour, salt, yeast and 538g of water in your mixer bowl and using the paddle, mix for 2 minutes. Use the extra water if the dough seems to dry and extra flour if it’s too wet. I used almost all the water.
  2. Scrap the roughly mixed dough off the paddle and switch to a dough hook.
  3. Mix for 5 to 6 minutes until the dough passes the window pane test. This means taking a small amount of dough, rolling it in your hands and stretching it out so you can see through it. If it tears, get back to work. The dough should be sticky.
  4. Or use your bread machine to mix the dough…like I did!
  5. Transfer the dough to an oiled bowl, cover with plastic wrap and refrigerate overnight. * I had to switch bowls…at the middle of the night I went to take a peek and sensed the dough would mess my fridge…so don´t be cheap, use a biggg one.
  6. Early the next day take a peek. My dough was beautiful, almost doubled.
  7. Leave the dough in the bowl out at room temperature for 4 to 5 hours. I left mine almost 6h…hettic morning!
  8. The dough should have risen at least twice.
  9. Pour about 1/2 cup of flour on the counter to gently place the dough on. Don’t play with it too much! Sprinkle flour on it as well as under.
  10. Stretch the dough to about 8″ x 6″ and cut in half width-wise. Let the dough relax for 5 to 10 minutes.
  11. Place the Dutch Oven (lid on) in the oven and let it get really hot, 500F, about 1 hour.
  12. Shape your breads, I decided to go with shubby ones. Made cuts with a razor and placed each one (2 in total) in a plastic placemat with cornflour under the loaves. Be generous or they will stick to the placemat!
  13. I let them proof while the oven was getting very hot, about one hour. 
  14. Extra careful put the first loaf inside the Dutch Oven, try to slide it gently.  Place the lid on and decrease the temperature to 475F. Bake for 20 minutes, remove the lid and leave 20 minutes more to give the golden brow to the crust. 
  15. Again, use the mitts and remove the bread from the oven. Let it cool in a rack.
  16. To bake the second loaf, put the Dutch Oven in the oven again, lid on, wait 10 minutes and then put the other loaf.
  17. The first one got really browned so I decided to cut the last 8 minutes of baking, lid off. Should have left the entire time…oh well…

DSC07380

    Beautiful, tasty and so much fun to make! It´s so worth it! Happy baking!

    Yielded 2 loaves, 600g and 700g each.

    Store in cloth bag to preserve the cruch.

DSC07385

Mile high biscuits…nem tão altos mas muito saborosos!

23 out

DSC07078

O esforço está valendo a pena, tenho conseguido fotografar algumas coisas que saem do forno e aos poucos vou postando aqui…às vezes não dá tempo de pegar a máquina, e fico com pena de não ter clicado um prato ou pão que ficou tão especial, mas isso é a vida de uma mãe de uma princesinha de 1 ano e quase 7 meses descobrindo armários, gavetas e já conseguindo ver em cima da mesa e pensando o que vai puxar dali…

Depois de ter experimentado os drop biscuits, receita da Cris, deliciosos e inspiradores, resolvi que faria os biscuits para comer como pãezinhos e não sobre uma torta ou ensopado.

Demorei mas fiz e ficaram muito, muito bons! O sabor da manteiga dá um toque muito especial e eles renderam bem, consegui 15 unidades usando um cortador de 6cm de diâmetro. Talvez eu tenha amassado um pouquinho mais do que o necessário na hora de abrir a massa, então não ficaram tão altos como a receita descreve, mas com certeza aparecerão muitas vezes em casa! Adorei!

Esses “pãezinhos” são muito comuns na culinária americana, seja para acompanharem uma sopa ou um cozido, aparecem mais como um side dish. Com uma tigela de Chili ou no café da manhã, não importa como resolver experimentá-los, eu adoro e tenho certeza de que você vai virar fã! Sempre me lembrava de comê-los na época de intercâmbio nos Estados Unidos, e ficava triste pois lá muitas pessoas compram no supermercado a massa já pronta para assar. Agora com essa receita bem simples e fácil de fazer não há mais porque sentir saudades!

Aparentemente a receita é de um restaurante muito famoso por sua boa comida, o Ruth Diner, em Utah, Estados Unidos. Não conheço o local, mas o resultado é muito bom mesmo!

Duraram 3 dias…num pote hermético. Tive que me segurar para não exagerar…ficam deliciosos no jantar, lanche e café da manhã! Como mini sanduíches, humm! Com peito de peru, queijo branco ou com geléia…! As crianças vão adorar levar de lanche na escola! Vale a pena experimentar! Só não me culpe depois se não conseguir para de comer!

DSC07076

Ruth´s Diner Mile High Biscuits

(receita daqui)

3 xíc. trigo
1 1/2 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
1 1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
110g manteiga gelada
3/4 xícara de buttermilk
(3/4 xíc. leite + 2 colheres (sopa) de suco limão, misture e aguarde 5 minutos para usar)
1 ovo
1/4 xíc. água
(não precisei usar)

Pré-aqueça o forno a 220ºC.  Misture o trigo, sal, açúcar, bicarbonato de sódio e a manteiga gelada até que pareça migalhas. Pode-se usar duas facas ou um pastry dough cutter . Junte o buttermilk, ovo e, se necessário, a água para dar liga. O segredo é não mexer muito, só até que esteja  misturada a massa.

Numa superfície enfarinhada coloque a massa e abra numa espessura de 2,5cm.  Usando um cortador de biscoito ou um copo de 5cm corte a massa em discos.  Leve para assar numa forma untada com manteiga  por  12-15 minutos ou até dourar. Rende 12-15 biscuits, dependendo da espessura que a massa foi aberta.

Dicas para fazer biscuits maravilhosos (também fazem parte da receita):
*Somente misture a massa com as mãos, não use batedeira ou algo do gênero.  A massa ficará muito dura e seca. O segredo é não misturar demais. O melhor é usar um pastry cutter ou duas facas e ir cortando a massa aos poucos. Demora um pouco mais mas tenha certeza de que o biscuit será perfeito! Fique feliz se tiver pedacinhos de manteiga na sua massa…isso é que garante a massa leve e com textura.
*Deixe seu biscuit alto.  O melhor é que o biscuit seja alto e grosso e não com massa fina e dura. O biscuit mais alto fica mais macio. Abra a massa com a espessura de 2,5 a 3cm. O tempo de forno dependerá da espessura da massa.

English muffins para recomeçar

17 out

DSC07052

Nem sei por onde começar, ou melhor, recomeçar…

Há meses não aparece nada novo por aqui, eu simplesmente fui deixando o dia a dia tomar conta e a falta de tempo literalmente me engoliu.  Ou melhor, um projeto muito importante preencheu todo o tempo que eu tinha extra, minha pequena princesa.

Ela ainda precisa de vigilância constante, faltando pouco para fazer dois anos está mais ativa do que nunca, mexe em tudo o que vê (tão diferente do irmão mais velho!) e quer subir em tudo, já aprendeu a subir no sofá e na cama do irmão.  E eu não posso discuidar, nem uma piscadinha…fecho as portas e tento deixá-la comigo na cozinha…por alguns minutos ela se distrai com algo mas de repente percebe que suas fronteiras estão fechadas e aí já viu, fica completamente agoniada e quer de todo o jeito ir para outros destinos… e dá-lhe soco na porta…

As descobertas dela me fascinam, os pequenos sons que começa a reproduzir, ainda não ouvi me chamar de mamãe, mas já está ensaiando algumas coisas, os olhares quando reconhece algo ou escuta uma música que gosta.

Não deixei de cozinhar, afinal temos que comer, mas não deu para trazer nada para cá.

Agora vou aos poucos, bem devagarinho, postar uma ou outra receita. Esse pão era para ter sido postado ontem, mas não deu…foi faxineira em casa, supermercado, a correria do dia a dia e depois o aniversário de uma amiga querida, não dei conta de sentar no computador às onze e tanto da noite.

A Zorra, do lindíssimo blog http://kochtopf.twoday.net, chamou a todos os amantes de pão para postar ontem, dia 16 de outubro, em comemoração ao  7º World Bread Day e esta receita estava destinada a esse propósito.

Mas tudo bem, hoje consegui escrever um pouco. E assim vou, sem pressão, sem cobranças, going with the flow…

Com relação aos pãezinhos…que são o que interessa, esta receita é nova, primeira vez que a faço, e confesso que esperava pães mais macios. Não são duros, é que a massa estava tão linda e fofinha. Mas o sabor é delicioso e torradinhos ficam dos deuses! Eu não tenho uma frigideira de ferro nem grelha de ferro, então virei uma panela de ferro e lá fiz os English Muffins!

                                  DSC07053

English muffins
receita do Peter Reinhart’s The Bread Baker’s Apprentice  e retirada do blog Pete Bakes

xícara = 240ml

2 1/4 xícaras trigo branco
1/2 colher (sopa) de açúcar
1/4 colher (chá) de sal
1 1/4 colher (chá) de fermento seco
1 colher (sopa) de  gordura vegetal ou manteiga (temperatura ambiente) * usei manteiga
3/4 – 1 xícara de leite (temperatura ambiente)
fubá ou flocos de milho (fino) para polvilhar

1. numa tigela grande mistura o trigo, açúcar, sal e fermento.  Junte a manteiga e 3/4 da xícara de leite.  Junte o 1/4 da xícara de leite restante se estiver muito seca a mistura.

2. Transfira a massa para uma superfície enfarinhada e sove por uns 10 minutos.  Coloque então a massa numa tigela levemente untada com óleo e cubra com filme plástico, deixe crescer por uma hora.  Divida a massa em 6 porções iguais e forme bolas.  Forre uma forma com papel vegetal ou silpat e e levemente unte com óleo e polvilhe fubá.  Não coloque as bolas muito próximas na forma, deixe um espaço para crescerem.  Cubra com filme plástico (sem apertar) e deixe crescer mais uma hora.

DSC07048

3. Pré-aqueça o forno a 175ºC e no fogão coloque uma frigideira de ferro. Como eu já disse usei uma panela de ferro virada.  Pincele levemente com óleo a frigideira/panela virada e com cuidado coloque duas bolas de massa para “cozinhar”, até que a parte de baixo do muffin esteja bem marron, cerca de 5-8 minutos.   Com jeito vire o muffin e coloque a outra parte para baixo para “cozinhar” também, por uns 5-8 minutos.  Eles irão perder a forma de bola.

4. Quando os muffins estiverem bem tostadinhos remova-os com uma espátula e coloque-os numa assadeira polvilhada com fubá, leve ao forno já pré-aquecido. Asse a 175ºC por 5-8 minutos. Não espere todos os muffins serem “cozidos” na panela/frigideira de ferro para levá-los ao forno juntos, assim que a primeira leva estiver pronta mova os muffins para o forno. Isso pode ser um pouco confuso, mas é só anotar o tempo de cada leva, coloque um papel e lápis à mão!

5. Assim que os muffins forem assando retire-os do forno e coloque numa grade para esfriar por pelo menos 30 minutos antes de cortar ou servir os bonitinhos! Com muita manteiga ou geléia aproveite esses English Muffins!  Guarde na geladeira ou no freezer!

PS: torradinhos e cobertos com manteiga e mel são divinos! Ah e não se esqueça do café!

PS2: Essa receita pode ser feita na máquina de pão, coloque a água e os ingredientes secos depois e leve para sovar no ciclo massa. Depois siga as instruções conforme o item 2, na parte de dividir a massa em seis porções e vá adiante!

Beijos e até breve!

Hearty bread

2 dez

DSC05633

Não dá para ficar sem pão integral em casa, muitas vezes não dá tempo para fazer nova fornada então entra o pão da padaria mesmo. Gostoso quando crocante e quentinho, o pão branco não alimenta da mesma forma que o feito em casa, ainda mais quando é o que leva sementes, frutos secos, farinhas múltiplas…e amor.

Este pão é delicioso, uma variação interessante da receita que costumo usar. Adicionei algumas coisas diferentes e o resultado foi um pão rico em sabor, textura e com certeza cheio de vida.

Apesar de estarmos quase no verão aqui no Brasil, pensei numa receita de pão que pudesse refletir um pouco do outono, que trouxesse conforto para quem o experimentasse. E assim iria participar do Bread Breakind Day #44, desta vez com o blog Winged Snail como host. Mas não consegui postar a tempo…ou melhor, o computador processou a postagem com alguns minutos a mais e passou da meia noite…então não dava mais para participar, já que o deadline era dia 01 de dezembro…

Tudo bem, o pão é muito bom, para fazer muitas e muitas vezes.

Hearty Bread

xícara medidora 240ml

1 xícara de iogurte natural

1 xícara de centeio

1 1/3 xícara de trigo branco

1 xícara de trigo integral

1/3 xícara de flocão de milho

15g de fermento fresco para pão

1 colher (chá) sal

2 colheres (sopa) de melado

1 ovo

1 colher (chá) de 5 spice

2 colheres (sopa) de côco queimado

1 colher (sopa) de sementes de girassol

1 colheres (sopa) de uva passa sem sementes

1 colher (sopa) de óleo de milho

Côco queimado:

1 pacote de 100g de côco desidratado em flocos

2 colheres (sopa) de açúcar

1 colher (sopa) de manteiga

Leve os ingredientes ao fogo baixo mexendo sempre até que o côco esteja dourado. Desligue o fogo e deixe esfriar. Guarde em vidro ou recipiente hermeticamente fechado.

DSC05627

Modo de fazer o pão:

No bowl da máquina de fazer pão coloque o iogurte, fermento, farinhas, sal,

melado, ovo, uva passa, girassol, flocos de milho, côco queimado e o óleo.

Selecione o ciclo massa e espere acabar. Coloque a pedra de pizza no forno para aquecer e sove um pouco o pão para dar a forma de bola e deixe crescer numa tigela forrada com pano enfarinhado e cubra com outro pano. Deixe dobrar de volume.

Leve para assar na pedra de pizza enfarinhada com fubá ou farinha, faça alguns cortes na superfície do pão com gilete ou faca.  Asse até que esteja dourado e passe no teste da batida (bata com os nós dos dedos na parte de baixo do pão até que saia um som oco).  Deixe esfriar completamente numa grade.

6th World Bread Day–Lemon Sour Cream Bread

16 out

DSC04993image

(Scroll down for English please)

Seis anos de World Bread Day, lindo evento que exalta as maravilhas de fazer pão.  Adotado pela Zorra do blog Kochtopf, reune amantes de pães pelo mundo, dividindo histórias e receitas.

Já consegui me organizar para participar em 2007, 2008, 2009, 2010 e agora este ano.. se não fosse a Angela me lembrar, quase deixei passar em branco. Obrigada, querida!

Esse pão é daqueles que perfuma a casa, conquista pelo visual e pela textura e sabor, além de ser fácil de fazer. Outra receita com limão siciliano…uma paixão por aqui.

A receita veio do King Arthur Flour, em inglês aqui e em português com tradução livre:

Lemon Sour Cream Bread

1/2 xíc sour cream (já usei iogurte e também buttermilk* de outra vez)

2 colheres (sopa) de água

2 colheres (sopa) de manteiga (temperatura ambiente)

1 colher (sopa) de zest de limão siciliano

3 xícaras de trigo branco

1/2 xícara de farinha de amêndoas (não usei pois não tinha)

3 colheres (sopa) de açúcar

2 colheres (chá) de fermento biológico seco ou 15g de fermento fresco

1 1/4 colheres (chá) de sal

3 ovos grandes

1 colher (chá) de zest de limão  siciliano ou 1/8 de colher (chá) de Fiori de Sicilia ou 1/4 colher (chá) de óleo de limão

*buttermilk: numa xícara de leite integral coloque uma colher bem cheia de vinagre ou limão para talhar e espere 5 minutos.

Aqueça o sour cream (iogurte ou buttermilk) com a água até estarem mornos, mexendo sempre.  Junte a manteiga e mexa até que tenha derretido. 
Em outra vasilha misture o zest de limão, trigo, farinha de amêndoas (se usar), açúcar, fermento e sal.  Juntes os ingredientes secos aos úmidos e depois acrescente os ovos e o zest adicional (ou o óleo de limão).  Misture até que a mistura esteja homogênea, cubra com um pano e deixe descansar por 15 minutos.

Sove a massa até que esteja elástica, juntando aos poucos água ou trigo se necessário.  Coloque num bowl untado com óleo, cubra e deixe crescer por 1 1/2 h a duas horas, até que dobre de volume.

Coloque a massa crescida numa superfície enfarinhada e amasse suavemente algumas vezes.  Molde o pão (é um pão grande, se não tiver uma forma grande, faça dois) e coloque para crescer novamente numa forma untada com manteiga por aproximadamente 1 1/2 h.  Asse em forno pré-aquecido até que esteja dourado e passe no teste da batida (bata com os nós dos dedos na parte de baixo do pão até que saia um som oco).

Retire do forno e coloque o pão numa grade para esfriar.

DSC05003(os limões lindos que ganhei novamente do pediatra das crianças, enormes!)

Na MPF: coloque na cuba untada com óleo os líquidos e depois os ingredientes secos. Use o ciclo amassar.

Depois do ciclo completo retire a massa da panificadora e molde o pão, coloque para assar numa forma untada com manteiga e deixe crescer novamente até dobrar de volume. Cresce bem, se não tiver forma grande é melhor fazer dois pães.

Asse em forno pré-aquecido até  que esteja dourado e passe no teste da batida (bata com os nós dos dedos na parte de baixo do pão até que saia um som oco).

Retire do forno e coloque o pão numa grade para esfriar.

xxxxxxxxxxxxxxxx

DSC04999

World Bread Day is completing 6 years today! This great baking bread event adopted by Zorra from Kochtopf gather bread lovers all over the world sharing stories and recipes.

I´ve managed to participate in 2007, 2008, 2009, 2010 and this year almost passed blank if  dear Angela hadn´t reminded me.  Thanks my friend!

This bread is one of those that perfumes your house, conquer by its looks and texture, and the flavor… also is easy to make! Another recipe using lemon, a passion around here!

The recipe comes from the wonderful site King Arthur Flour.

Lemon Sour Cream Bread

1/2 cup sour cream (I´ve used yogurt and also buttermilk*)
2 tablespoons water
2 tablespoons soft butter
1 tablespoon lemon zest
3 cups King Arthur Unbleached All-Purpose Flour
1/2 cup almond flour or very finely ground almonds (didn´t have)
3 tablespoons sugar
2 teaspoons instant yeast
1 1/4 teaspoons salt
3 large eggs
1/8 teaspoon Fiori di Sicilia or 1/4 teaspoon lemon oil, or 1 teaspoon lemon zest

*buttermilk: put 1 tablespoon lemon juice in a cup of whole milk, wait 5 minutes and use.

Warm the sour cream and water to lukewarm in a microwave, or over very low heat, stirring constantly. Add the butter and stir until melted. (If you’re using a bread machine, as long as the butter isn’t super-cold you can skip this step; just put the ingredients into the bucket of the machine in the order recommended by the manufacturer. You may also choose to bake the bread right in the machine; instead of programming for dough, program for basic or white bread.)
In another bowl, whisk together the lemon zest, flour, almond flour or almonds, sugar, yeast, and salt. Add the dry ingredients to the sour cream mixture, then mix in the eggs and flavor (or additional zest). Stir until the mixture becomes cohesive, then cover and set aside for 15 minutes.
Knead the dough — by hand, electric mixer, food processor or bread machine — until it’s smooth and elastic, adding a small amount of water or flour to make a smooth dough, if needed. Place it in a greased bowl, cover the bowl, and set the dough aside to rise for 1 1/2 to 2 hours, until it’s doubled in bulk.
Turn the dough out onto a lightly greased surface and knead it gently a few times. Form it into a log, and place it in a lightly greased 13 x 4-inch pain de mie pan; or divide it in half, and place it in two lightly greased 8 1/2 x 4 1/2-inch bread pans. Cover the pans, and allow the dough to rise for 1 to 1 1/2 hours, until it’s almost even with the top of the pan. Bake the bread in a preheated 350°F oven for 22 to 26 minutes, or until its internal temperature registers 190°F on an instant-read thermometer. Remove from the oven, remove from the pans after 5 minutes, and cool completely on a rack. Yield: 1 or 2 loaves, 16 servings.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 280 outros seguidores