Arquivo | 4:05 pm

Vera Pizza Italiana

28 maio

Pizza Italiana

Em casa não dá para esconder nossa descendência italiana, pasta e pizza são muito apreciadas e consumidas sem frescuras ou salamaleques. Todos adoram e não recusam um prato de macarrão ou uma pizza recém assada, dos mais novos aos avós e bisavós.Já escrevi sobre o fato de me achar muito sortuda de ter nascido numa família que realmente gosta de estar à mesa e saborear a comida, não é só uma necessidade fisiológica e sim um momento de extremo prazer e felicidade.
Os encontros familiares são sempre documentados com fotos à mesa, invariavelmente com cardápios maravilhosos, em sua maioria das vezes simples e sempre muito fartos – que não pode nunca faltar comida em casa de italianos!
Ontem almoçamos massa e o jantar foi uma rodada de pizza feito pela nonna (minha mãe), pizza feita em casa, desde a massa até o molho e de um jeito bem caseiro. Não há como resistir, regado a um bom vinho o prazer é certo e duradouro! Uma delícia como sempre!

Desta vez não fui a chef e sim a nonna, com uma receita muito boa retirada do livro Italianos à Mesa, de Paulo Vizioli, fácil de fazer e extremamente saborosa.  É a nossa receita de pizza, pode ser congelada a massa pré-assada para utilização posterior.

Massa fina, crocante e que não dá aquela sensação de peso no estômago, traduzindo: pode-se repetir uma ou duas vezes (às vezes até mais….rsrsrs) que não há necessidade de um anti-ácido após a refeição.

O segredo está na massa – nada de ficar sovando, mistura-se até que os ingredientes estejam homogêneos e no molho ultra fresco, tomates bem maduros sem pele e sem sementes processados com alho, sal e manjericão. O queijo e recheios também devem ser de boa qualidade, como qualquer outro prato que se faz na cozinha.

A receita é essa: 500 g farinha de trigo, sal (1 a 1 ½ colher de café), 30 g de fermento fresco ou 1 sachê de fermento biológico seco, 1 colher (sopa) de açúcar, 4 a 6 colheres (sopa) óleo e 2 xíc. de leite morno (ou de água ou de uma mistura de leite e água).Misture o leite morno (1 xíc.) com o açúcar e o fermento até que borbulhe, mais ou menos 5 minutos. Disponha o trigo numa superfície de granito (mármore, vidro ou inox) de forma que fique como uma montanha, adicione o sal e faça uma cova. Despeje o óleo e aos poucos vá agregando a outra xícara de leite, até que forme uma bola, pode ser que não seja necessário usar toda a quantidade de leite. Não sove, a dica é só misturar com as mãos, delicadamente. Cubra com um pano e deixe crescer de 30 minutos a uma hora.Abra a massa em uma superfície enfarinhada (pouca farinha) com um rolo de macarrão. Nós gostamos de pizza bem fininha, então rende bem a receita, dá cerca de 5 pizzas médias.Coloque a massa em assadeiras untadas com azeite (só um pouquinho) e leve para pré-assar. Quando verificar que a massa está um pouco corada embaixo retire do forno e reserve. Faça esse procedimento com todas as pizzas.Outra dica: somente monte as pizzas na hora de assar, senão o molho irá penetrar na massa e ficará mole.

Molho de tomate: para essa quantidade de massa use 6 a 8 tomates bem maduros sem pele e sementes processados com dois dentes de alho, um bom punhado de manjericão fresco e uma pitada de sal. Só. Nada de outros líquidos, ok?

A montagem da pizza é básica: vira-se a parte da massa mais dourada para baixo, molho, muzzarela ralada e o recheio da preferência. Ontem foram dois tipos: margherita (molho, muzzarela ralada, alho fatiado salteado ligeiramente no azeite quente para retirar o amargo, rodelas de tomate e folhas de manjericão) e lombinho canadense (molho, muzzarela ralada, fatias de lombinho canadense, azeitonas pretas e cebolas em rodelas). Tudo regado a um ótimo azeite, orégano e forno médio até que a parte de baixo esteja dourada.Idéias para recheios (minha mãe anotou no caderno dela ao lado da receita, mas não lembra se estas dicas são também do mesmo livro):

  • Raiz forte, ricota amassada e queijo cremoso;
  • Maçã verde em cubinhos e queijo gorgonzola;
  • Atum em pedacinhos, ricota amassada e molho de cebolas;
  • Batatas cozidas em fatias finas intercaladas com muzzarela e anchovas desmanchadas ( ou fatias finas de lingüiça) – este recheio eu já experimentei e é muito diferente.

Buon apetito!!!!

Anúncios