Arquivo | 12:18 am

Mega-seed Bread (Pão multi-sementes)

1 jun

megaseed bread

A cada nova receita de pão que faço fico mais empolgada com essa arte, os cheiros, texturas e sabores me encantam sobremaneira e a beleza dos mesmos quando abro o forno me deixa enamorada!  Estou longe de ser uma Padeira com p maiúsculo, mas ainda chego lá!  Mais uma vez minha mãe é uma das grandes inspirações, seus pães sempre enfeitaram nossa mesa e nos alimentaram com fatias doces de amor e sabor!  Um dia ainda vou conseguir fazer os pães como ela.Como estou sempre procurando novas idéias e receitas para os pães que faço (há tempos não compro mais pão, o marido e o filhote agradecem!) achei uma receita que me intrigou assim que a li e não sosseguei até fazê-la.  Infelizmente não possuía todos os ingredientes da receita original, mas a Lien dizia no post dela que aquele era um guia básico, cada um poderia fazer sua própria mistura e então me animei.  Ontem na hora do jantar o pão estava saindo do forno, quentinho e muito cheiroso e já experimentamos com aquela manteiga derretendo…ô perdição!A receita original em inglês está aqui, segue abaixo a traduzida (por mim, sorry se há algum erro grave!) com as minhas observações. 

 Pão Multi-sementes
mix de sementes (cerca de 2 xícaras): 2 colheres (sopa) de painço (eu não usei pois não tinha); 2 colheres (sopa) de gergelim (usei a preta); 1 colher (sopa) de sementes de papoula (não tinha); 2 colheres (sopa) de sementes de abóbora (não tinha); 2 colheres (sopa) de sementes de girassol; 2 colheres (sopa) de linhaça; 2 colheres (sopa) de fubá grosso;
2 colheres (sopa) de pequenos pedaços de soja (não tinha); 1 colher (sopa) de flocos de quinoa (não tinha);
1 colher (sopa) de sementes de amaranto (não tinha); 1 colher (sopa) de grãos de centeio (não tinha); 1 colher (sopa) de flocos de aveia (usei 2 colheres bem cheias);1 colher (sopa) de flocos de spelt (é um grão mas não achei a tradução); sementes de 6 bagas de cardamomo (usei somente de 3 e acho que foi suficiente); 1 colher (chá) de sementes de nigella (não tinha); 1 colher (chá) de erva doce (não tinha); 1 colher (chá) de anis (não tinha); 1/2  colher (chá) de cominho (não gosto muito e não tinha); 1/2  colher (chá) de alcarávia (não tinha); 1 colher (chá) de sementes de endro ou aneto (não tinha); 2 colheres (chá) de wattleseeds moídas (não achei a tradução); 2colheres (sopa) de germe de trigo (coloquei por conta própria)

Agora vejo que não tinha quase sementes e meu pão ficou ótimo mesmo assim! Imagino se tivesse todas essas sementes para a mistura!!!! Humm! 

Para a massa: 2 colheres (chá) de fermento biológico seco; 1 xíc. + 2 colheres (sopa) de trigo integral; 2 1/2 xíc. de trigo branco, 2 colheres (sopa)  de farinha de glúten (opcional – eu usei); 1 1/2 colheres (sopa) de extrato de malte (não tinha então usei 2 colheres de mel); 1/2 xíc. + 2 colheres (sopa) de leite; 7/8 – 1 xíc. água (usei menos); 1 colher (chá) de sal (usei quase duas); 2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina em temperatura ambiente (usei manteiga) e 3/4 xíc. da mistura de semntes (usei ¾ do total)

 Siga as intruções do pacote de fermento deixando-o borbulhar ao ser misturado com o mel e o leite.  Misture os ingredientes e sove a massa (que é macia) acrescentando gradualmente a água.  Você pode usar sua máquina de pão também.  Foi o que fiz.  Coloquei primeiro os ingredientes líquidos (menos a água) e depois os secos, por último o fermento.  Liguei a máquina e fui acrescentando aos poucos a água.  Não usei tudo e ainda tive que acrescentar mais farinha – usei quase ¾ xíc. de farinha de centeio.  Na máquina o ponto é quando a massa forma uma bola homogênea e não fica grudada nas laterais. Usei o ciclo massa e quando todo o ciclo se completou tirei a massa da máquina e coloquei em uma forma de pão untada e fiz uns pequenos que assei em uma forma de muffins.  Dei a forma dos pães e umedeci as mãos passando nos mesmos, depois passei por cima das sementes que restaram para que ficassem em volta dos pães.Coloque a massa numa vasilha untada para crescer por uma hora aproximadamente.  Após esse período retire e empurre para baixo até que fique reta a massa.  Dê a forma que preferir, redondo ou oval ou na forma própria para pão.  Cubra com plástico e deixe crescer novamente até que dobre de tamanho.  Enquanto aguarda o crescimento ligue o forno para pré aquecê-lo em 220ºC.  Asse por aproximadamente 20 minutos nessa temperatura e depois reduza para 205º C e asse por mais 10 ou 20 minutos.  O pão estará pronto quando sua temperatura estiver em 93ºC.  Eu faço o teste de bater com o nó dos dedos na parte de baixo do pão quando já estiver dourado, se o som for oco está pronto.  Retire do forno e deixe esfriar completamente antes de servir.  Eu deixo esfriar em uma grade.  Lógico que não fiz isso, assim que saiu do forno eu servi com manteiga…ficou derretendo na fatia…irresistível! 

Rendimento: um pão médio e quatro pequeninos (como está muito frio aqui o pão não cresceu muito)