Frango com cebola e moyashi

19 jun

Frango com cebola e moyashi

Sábado é dia de feira e lá fomos nós passear (para mim é sempre um passeio!), levamos as crianças, minha irmã e eu (sobrinha e filhote), e partimos para a aventura gastronômica.  Já mencionei antes que aprendi a gostar de feira, infelizmente a que tem aqui perto de casa não é muito extensa, são poucas barracas, mas muitas delas têm produtos de excelente qualidade, só falta a barraca orgânica…Sempre compro legumes e vegetais numa barraca de uma senhora japonesa, várias vezes já a vi dar receitas de preparação dos cogumelos, broto de bambu e outros produtos que vende, e sempre muito solicita apesar de não perder muito tempo com um cliente em particular…a atenção deve ser geral…este sábado eu a vi comandando os rapazes que trabalham com ela, são uns 5 ou 6 jovens, e ela dá conta de tudo, sempre com um maço enorme de dinheiro nas mãos.  Figura!!!

Dentre as delícias fresquinhas que comprei veio um pacote de Moyashi, que nada mais é do que broto de feijão. É crocante e dá uma textura interessante no prato, além do seu sabor especial.  Ao comprar verifique se a cor dos brotos está uniforme, deve ser de um verde bem clarinho.  Quando mais velho fica amargo, deve ser consumido rapidinho.  Houve um tempo em que produzíamos em casa, fácil e rápido.  Não era exatamente como está neste site, mas o princípio era o mesmo.

Muito bem, Moyashi em mãos comprei coxa e sobrecoxas desossadas da Korin *(sem hormônios e outras porcarias) e fiz Frango com cebola e moyashi, um prato simples, rápido e muito saboroso.

Temperei o frango com alho e sal e deixei tomar gosto por uma hora, mais ou menos.  Cortei em tirinhas e refoguei no azeite até ficar douradinho. Reservei. Na mesma frigideira dourei cebolas cortadas em rodelas (mais ou menos 1 cebola grande para uma embalagem de frango, daquelas com bandeja descartável, sabe?).  Acrescentei o Moyashi e molho de soja e deixei dar uma fritada por alguns minutos, juntei o frango e servi com arroz e uma salada de tomates com hortelã. Hummmm!

Para maiores informações sobre brotos e alimentação natural para melhorar sua saúde veja aqui e aqui 

* ultimamente tenho estado muito preocupada com o consumo de frango, já que o frango de granja tratado com hormônios que aceleram o crescimento e outros remédios para prevenção de doenças aviárias deixam grande resíduo na carne do animal e consequentemente esses resíduos são absorvidos pelo nosso organismo quando consumimos a ave. Sabe aquela enxaqueca que não te abandona…provavelmente é decorrente das coisas ocultas nos alimentos que você come…

8 Respostas to “Frango com cebola e moyashi”

  1. Cris junho 20, 2007 às 12:14 am #

    Verena, eu tive uma experiência terrível com peito de frango com hormônios que comprei num hipermercado… estava cheio de tumores… e deixe de comprar, mas aqui só tem uma marca de frango orgânico né? E suas dicas são ótimas. Bjs!

  2. pink junho 20, 2007 às 10:53 am #

    Lembrei quando vc reclamou do preço do frango organico… bom, nao reclame mais, pq aqui é 15 euros o kilo da ave limpinha!
    Saudades sempre, mas é otimo acompanhar o que acontece na sua cozinha.
    bjos

  3. Sandra junho 20, 2007 às 11:37 am #

    Um prato da “minha zona”!
    E com muito bom aspecto!
    Ah, e por aqui o moyashi são rebentos de soja pois é do feijão de soja 😉

  4. Elvira junho 20, 2007 às 12:26 pm #

    Gosto muito disso. É um pouco parecido com o porco Shoguiyaki, não…?

  5. Duly junho 20, 2007 às 2:39 pm #

    Oi Verena,obrigada pela visita!Nossa seu cantinho é delicioso,as receitas deram água na boca! Coloquei seu link no meu blog tá?!Estarei aqui sempre conferindo as novidades!
    Adoro Moyashi,uso na carne,no frango,na salada…é bom demais!
    Beijo

  6. Fer Guimaraes Rosa junho 20, 2007 às 8:07 pm #

    Verena, eu nao como carne em restaurante oriental nem que me espanquem, entao so fazendo em casa mesmo. Ja compro o frango organigo ha um tempo e tento comprar a carne alimentada com grama, mas essa ainda nao eh facil de encontrar. Somando todos esses horrores ao meu nojo natural pelos defuntinhos, eu como poucos animais normalmente. Essa sua receita esta inspiradora, ainda mais que eu amo broto de feijao e faz tempo que nao compro.. beijao!! 🙂

  7. Lidia junho 20, 2007 às 11:52 pm #

    Muito interessante a receita e deve ser deliciosa.
    Beijos.

  8. Natália julho 9, 2007 às 8:00 pm #

    Gente, vocês estão exagerando um pouco quanto aos frangos e carne de boi!
    Eu estudo veterinária e a história do hormônio é MENTIRA!!!
    Os frangos crescem mais repidamente graças a seleção genética, ou seja, o criador escolhe o frango que cresceu mais rápido e mais gordinho para ser o reprodutor!!!
    Quanto aos “remédios”, não são tão comuns, visto que encarecem muito o produto, e quando são utilizados deve ser esperadoo período de carência, ou seja, o tempo para o animal não ter mais o medicamento no seu corpo. è melhor o consumo de um animal caipira, que é criado com maior liberdade e menor sofrimento. Quanto aos bois, TODOS os bois comem grama, eles são ruminantes e MORREM se não comerem fibras.. No Brasil, a maior parte do rebanho vive solta, no campo, recebendo ração só no inverno. A vantagem do boi orgânico, é que ele é tratado só com homeopatia, florais de Bach, enfim terapias sem antibióticos. Eu, particularmente, não como mais carne, mas por outros motivos, como a morte horrível deles(acredite,já vi), pela emissão de gases e pelo gasto absurdo de água.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: