Arquivo | julho, 2007

Cebolas ao forno recheadas com queijo azul

13 jul

cebolas ao forno recheadas com queijo azul

Família que cozinha junto fica feliz junto e curte coisas boas junto!  Minha mãe sempre me dá cópia de receitas ou artigos que ela gostou relacionados à gastronomia, normalmente com observações e até eventuais substituições que tenha feito.  É um blog manual! E meu pai sempre manda grandes envelopes pardos recheados com recortes de jornais e revistas sobre comida…chato, não???? “Nem adoro”!!!Esta receita estava esperando umas cebolas bonitas aparecerem para ser feita e voilá…aqui estão as cebolas deliciosamente recheadas!  Muito bom para essas noites frias que andam por aqui…um bom vinho tinto e uma companhia agradável, para que mais?Esta receita em particular foi anotada pelo meu pai de um programa na TV Espanhola (a cabo) e executada com sucesso pela mamma.  A partir do resultado que agradou o casal gourmet mor da família, recebi a receita e testei.  Também aprovamos por aqui.Vamos à receita:  3 cebolas médias cortadas ao meio com a casca (pelo lado mais curto) com o lado cortado para baixo num pirex untado com azeite e levei ao forno médio até amolecerem.  Quando estiverem macias retire o miolo das cebolas, com cuidado, deixando o fundo ainda tampado (reserve para outra receita).  Tempere com azeite, sal (pouco) e tomilho e coloque um pouco de queijo azul (ou manchego). O ideal é que o queijo derreta, usei gorgonzola amassado com um pouco de iogurte, mas achei que ficou líquido demais. Da próxima vez irei fazer ou com gorgonzola e cream cheese (ou ricota).  Salpique flor de alecrim (infelizmente não tinha, meus pais têm em casa…!) e leve novamente ao forno até que o queijo derreta bem.  Ainda salpiquei um pouco de parmesão para gratinar.  As cebolas são servidas com a casca.Servi acompanhando arroz integral e bifes com cogumelos.  Ficou muito bom!!!

Anúncios

Chocolate Cookie Cake

11 jul

Chocolate Cookie Cake

Domingo meu filhote fez 2 anos e fizemos um lanche em casa para comemorar com os tios e prima.  Na verdade eu não planejei nada de festa, é engraçado porque no primeiro aniversário a gente se descabela, faz e acontece, gasta muitas vezes o que não pode e faz aquela festança para comemorar o aniversário deles!!! Aqui não foi diferente, fizemos uma festa junina ano passado e foi um barato, a mesa ficou parecendo um arraiá mesmo, com barraquinhas e tudo mais.  Muito legal!!!  Mas este ano foi de muitas novidades, várias mudanças e o orçamento estava apertado.  O engraçado é que fiz uma festinha para ele na escolinha, com bolo e brigadeiros (que ele amou!) e domingo em casa uma comemoração em petit comitê.  E no próximo final de semana haverá outra festinha com os avós maternos, tios e a bisa…para quem não faria nada até que 3 festinhas são um número bom, não???

Voltando ao Chocolate Cookie Cake…quando éramos pequenos havia uma família alemã amiga que morava em nosso bairro e nas festinhas de aniversário sempre se comemorava com um maravilhoso bolo feito pelo pai.  Era um bolo diferente, na verdade um tipo de bolo enformado, chocolate meio-amargo derretido e biscoito, o resultado é uma combinação para lá de deliciosa e super esperada por todas as crianças.  Não houve uma vez que faltou esse bolo nos aniversários da família e o pai nunca passou a receita tim tim por tim tim, sempre falava que fazia assim e assado…até que há um tempo atrás estava eu navegando na web e dei de cara com o tal bolo…gente quase surtei!!! Separei a receita e esqueci…dá para acreditar? Até semana passada quando comecei a pensar em que bolo faria para o meu pequeno….lembrei-me do tal bolo…está mais friozinho aqui, achei que seria uma ótima pedida.  Bem às cegas comprei os ingredientes e fiz no domingo pela manhã…com orações para não dar errado e fazer feio na hora de cantar o parabéns.Deu tudo certo, foi um sucesso total, os pequenos e grandes aprovaram e eu e minha irmã tivemos um total flashback gastronômico…que delícia!

A receita original é de uma bakery inglesa, que você pode ver aqui.  Mudei algumas coisitas mas a essência é a mesma.  Segue a receita traduzida com as observações:  

Konditor & Cook
Chocolate Cookie Cake

Preparo: 15 minutos  / Congelador: 4 horas  / Use 1 forma de 20cm x 8cm (8in x 3in)
Rendimento: 10 fatias grandes ( o meu rendeu mais um pouco)

1/2 xíc. mais uma colher  (sopa) de manteiga sem sal
1/4 xíc. golden syrup (na falta use Karo) (usei mel)
2 tabletes de chocolate meio amargo em pedaços (mínimo de 60% cacao) (usei  dois tabletes de 170g da Hershey´s)
1 ovo
4 biscoitos digestivos (cookies ou cream crackers) (usei 7/8 de um pacote de biscoito de maisena)
1/2 xíc. nozes inteiras (usei Pecans em pedaços grandes)
1/4 xíc. passas brancas (não usei)
1/3 xíc. de cerejas secas (reserve algumas para decoração – não usei)

1) Forre a forma com papel manteiga ou unte com manteiga.  Reserve.

2) Derreta a manteiga e o Karo numa panelinha sobre fogo fraco até que comece a ferver.

3) Derreta o chocolate numa tigela sobre uma panela com água quente e depois misture com a manteiga e o Karo.  Eu derreti no microondas e depois misturei.

4) Pasteurize o ovo batendo devagar na mistura do chocolate quente.

5) Quebre os biscoitos em pedaços grandes, lembre-se que eles se quebrarão  quando misturados aos outros ingredients, então não quebre em pedaços muito pequenos.

6) Acrescente as nozes, passas e cerejas, mas lembre-se de deixar algumas cerejas para decorar.

7) Junte a mistura de chocolate aos ingredients secos e misture com uma espátula ou colher de pau.

8) Coloque a massa na forma e pressione bem, decore com as cerejas.  Leve ao congelador ou freezer por 4 horas.  Remova do freezer, tire o papel manteiga e fatie ou corte em cubos. 

Sirva gelado.

Observação: com morangos frescos fica de comer de joelhos!!!  

chocolate cookie cake inteiro

Mint Syrup Lemonade

4 jul

Mint Syrup Lemonade

Sempre adorei suco de frutas, em casa não havia almoço e jantar sem a nossa enorrrrrrrrme jarra de suco que rapidamente ficava vazia num piscar de olhos…éramos muitos à mesa e todos ávidos por suco.  Tento ao máximo fazer sucos naturais para as refeições agora que tenho minha própria casa. Depois que meu filho começou a almoçar e jantar na mesa conosco procuro servir coisas mais livres de conservantes e outros tantos “antes” que nos fazem mal.  Nem sempre é possível, mas…

O problema é que não gostamos de suco de limão espremido, gostamos da chamada limonada suíça, aquela em que batemos tudo no liquidificador…hummmm! E dá mais trabalho além de sujar mais utensílios na cozinha.  Tudo para o bem estar dos meus amores. 

Não gosto nem de lembrar do suco servido na escola, chamávamos “aguanjada”, era uma calda açucarada e bem aguada que não conseguíamos distinguir direito o sabor da fruta.  Pensando nisso e trocando umas figurinhas com minha mãe comentei que nos Estados Unidos se toma muita limonada e não me parecia tão aguada, tudo bem que muitas vezes é aquela de pozinho, mas a maioria é da fruta mesmo.  Comecei a matutar e lembrei-me de algumas receitas do sul dos EUA que falavam duma limonada com ervas, que era feita antecipadamente e ficava na geladeira.  E limonada suíça não dura nada, tem que fazer e beber senão fica super amarga.  Pois bem, comecei a procurar na Internet e nos meus livros.  Achei algumas referências e receitas e nasceu essa delícia que mostro aqui a foto.  Simples, fácil de fazer e muito saborosa.  Resolvi fazer com hortelã, mas várias receitas falam em lavanda, hibiscus, entre outras flores e ervas.

Anote aí:  leve ao fogo médio 4 xícaras de água filtrada e uma de açúcar.  Misture bem e deixe dissolver o açúcar até começar a ferver.  Desligue e coloque essa caldinha numa jarra de vidro com folhas de hortelã lavadas (mais ou menos as folhas de um maço grande).  Deixe macerar por uma hora _ tampada com um plástico PVC ou pano e depois coe.  Leve ao refrigerador para gelar.  Na hora em que a sede apertar coloque o sumo de um limão num copo, um pouco de água (coloquei bem pouco) e uns 3 ou 4 dedos desse xarope.  Encha de gelo e delicie-se!

Amei de paixão!!! Vou ficar freguesa dessa maravilha!  O bom é que pode ficar na geladeira por alguns dias e é a coisa mais simples para preparar se chegar alguma visita inesperada!

 Fontes:  Virtual cities,  All Recipes e About.com

Berinjela Recheada

2 jul

beringela recheada

Há tempos queria fazer essa receita e não conseguia juntar os ingredientes e a oportunidade.  Outro dia minha irmã me deu umas beringelas lindas da horta de sua cunhada, quer melhor chance? Beringelas de horta, tenras, roxinhas e querendo virar um prato saboroso na nossa mesa????  Saquei a receita que minha mãe havia me passado, infelizmente ela não tem idéia de onde copiou, então desculpem-me mas os créditos serão devidos a quem de direito inventou o prato…para mim a fonte é a mamma. 

Como fiz: lavei bem as beringelas e retirei os cabos. Coloquei num pirex untado com um pouco de azeite 2 beringelas inteiras (sem cortar) e levei ao forno por 10 minutos.  Retirei, cortei horizontalmente e levei ao forno novamente por uns 10-12 minutos.  Tirei do forno e com uma colher e uma faquinha tirei o miolo tendo o cuidado de deixar a casca intacta para servir de travessa na hora de levar à mesa.  Ao miolo assado misturei migalhas de pão amanhecido, um ovo, sal, pimenta do reino (a gosto) e um bom queijo parmesão (a receita pedia provolone mas não tinha), alho picadinho e se tiver um pouco de basílico (não usei).  Misturei bem e recheei as metades das beringelas.  Levei para gratinar com queijo ralado e azeite por cima.  Uns 30 a 40 minutos ou até que estejam douradas.Servi acompanhadas de uma saladinha de tomates bem madurinhos cortados em gomos com folhas de rúcula e pedacinhos de Yacon, temperadas com azeite, sal e vinagre de amoras…muito bom!

Comprei a Yacon na feira de um senhor japonês muito simpático que me fez experimentar (realmente tem gosto de pera!!!)  e me garantiu que faz bem à saúde: reduz o colesterol e previne a diabetes…. palavras dele.  Fui procurar na internet e descobri que é um tubérculo originário dos Andes e parece que ainda não há muitos estudos conclusivos no país sobre seus verdadeiros benefícios.  Muitas pessoas acreditam que seu consumo cru ou na forma de chá reduz o colesterol e pode prevenir várias doenças e a colônia janonesa no Brasil é uma grande consumidora do tubérculo.  Entretanto, consta que os incas já utilizavam a Yacon como auxílio na prevenção e tratamento de males físicos.   Alguns estudos informam que atua também como fibra alimentar ajudando nas funções intestinais.

Fontes: Jornal Saúde ,   Nutrociência,  Wikipédia