Arquivo | outubro, 2007

Feliz Dia das Bruxas!

31 out

happy halloween

Fonte: http://simply-primitive.com

Couscous marroquino com carne moída e cogumelos ou Boi Ralado avec champignons de Paris

29 out

Couscous marroquino com carne moda e cogumelos ou Boi Ralado avec champignons de Paris

Engraçado como várias pessoas torcem o nariz para a carne moída nossa de cada dia, eu acho que é um verdadeiro coringa, dá para inventar mil pratos e usar sem medo de ser feliz, e de forma alguma encaro como algo reles…  Lembro-me da primeira vez em que ouvi o termo Boi Ralado para designar carne moída… a pessoa com certeza não deveria gostar do prato…acertei?  

Nas minhas visitas aos blogs queridos vi uma receita que ficou no meu inconsciente e quando comprei carne moída me deu vontade de fazer algo do gênero.  Não fiz igual mas a inspiração veio com certeza de lá.  Obrigada, Tatu. 

O couscous marroquino preparei desta forma: coloquei numa tigela funda uma xícara (240ml) de couscous e a mesma medida de caldo de legumes morno (desta vez usei morno, mas pode ser frio ou água fria). Deixei hidratar por 10 minutos e afofei com um garfo.  Temperei com sal, azeite e coloquei no prato com a ajuda de forminhas de cortar cookies em formato de flor.  Salsinha picadinha e lâminas de Castanha do Pará para dar um tchan.

A carne moída foi assim: refoguei alho (2 dentes) e cebola (meia cebola grande) no azeite até dourar, acrescentei a carne moída (400g de acém) e deixei pegar uma corzinha. Acrescentei um cheirinho de ketchup e um pouquinho de barbecue sauce, mas só para dar um gostinho de longe.  Acertei o sal e reservei. 

Lavei 200g de cogumelos de Paris (sei que as receitas francesas dizem para não lavar, mas não dá para comer com terra…) e enxuguei.  Cortei em quatro e refoguei na manteiga e azeite (um fiozinho de azeite para não queimar a manteiga) e alho. Até pegar gosto e secar a água que solta. Corrigi o sal e coloquei sobre carne moída já no prato.  Cebolinha picada deu o toque final. 

Servi feliz da vida essa delícia para o marido que até se espantou ao ver o prato todo arrumado em pleno meio de semana…inspiração é isso aí! 

Serve bem duas pessoas famintas.

Schorni – Dia Mundial do Macarrão (World Pasta Day)

25 out

wpd

sopa schorni

(English please scroll down) 

Esta é minha participação no evento em que me aventurei a hospedar no Mangia che te fa bene, espero sinceramente que gostem tanto como minha família! Fiquei pensando e pensando em que receita eu gostaria de dividir neste 25 de outubro: Dia Mundial do Macarrão (World Pasta Day).  Não queria nada muito rebuscado, acho que macarrão é um prato tão completo e especial que deve ser preparado de maneira simples, cada ingrediente na medida certa para não ofuscar o outro.

Quem me ensinou este tipo de Pasta foi uma tia-avó, a tia Vilma, ela era casada com um primo da minha avó e aprendeu a falar italiano e cozinhar pratos típicos com a sogra que não falava uma palavra em português.  A sogra, tia Emma, veio da Itália para o Brasil morar com o filho mais novo que havia emigrado muito jovem.

Tia Emma era irmã da minha bisavó, mas esta receita não era conhecida na família até que a tia Emma viesse para o Brasil.  Já velhinha, depois de ficar viúva, resolveu que não queria mais ficar longe e veio se aventurar em terras brasileiras.  Morou com minha tia Vilma e lhe ensinou maravilhas na cozinha, dentre elas este tipo de massinha que é uma delícia, simples, versátil e diferente.

O nome Schorni foi ensinado por tia Emma, mas ela não deixou receita escrita, então supomos que a grafia é desta forma, desculpem-me se cometo algum grande erro gráfico, mas tentei de todo jeito procurar e não obtive sucesso, não sei se é derivado de dialeto de sua região local: Firenze, Itália.

O preparo é assim:

  1. Bata três ovos médios (usei caipira) e acrescente aproximadamente ¾ xíc. de queijo ralado (pode ser parmesão, provolone ou queijo curado). Usei um parmesão mais firme.  Não acrescentei sal pois o queijo já era salgado.  schorni1
  2. Misture bem e com um garfo vá jogando fios dessa mistura sobre farinha de trigo disposta em uma tigela ou bacia grande.  Cuidado para não usar pouco trigo e a mistura grudar na tigela.  schorni2
  3. Desordenadamente mesmo o trigo irá envolver a mistura de ovo e queijo e com as mãos faça grumos de massa.  Repita várias vezes esse processo até que não reste muito trigo.  schorni3
  4. Cuidadosamente mexa com as mãos até que os grumos fiquem de tamanho pequeno e se separem, ficando soltos uns dos outros.

 schorni4 

    5.   Se necessário acrescente mais trigo na tigela até acabar com toda a mistura de ovo e queijo. 

    6.   Repita a etapa número 4.

    7.  Com uma peneira grande peneire os grumos de Schorni para retirar o excesso de trigo e os disponha em uma toalha grande ou assadeiras de modo que fiquem bem espalhados.  schorni6

O Schorni pode ser usado imediatamente ou seco para guardar.  Como não estava sol e o ovo é um alimento muito perecível, resolvi deixar secar um pouco e congelei em um saco hermético o que não usei para a receita da sopa.

Os grumos congelados ficam soltinhos dentro do saco e podem ser jogados na quantidade desejada diretamente sobre o caldo ou água quente.

schorni7

 Rendeu 500g de Schorni. 

O Schorni pode ser usado em sopas ou como massa cozida, cresce um pouco após o cozimento e pode ser comido com molhos variados como macarrão mesmo ou até com um simples e delicioso molho de sálvia e manteiga. Para comemorar o World Pasta Day (Dia Mundial do Macarrão) não me contentei em somente fazer a massa (foi feita a 4 mãos, minha mamma estava na coordenação do processo!) mas também uma sopa, já que a noite ontem estava fria e chuvosa, própria para este prato que esquenta a alma.  Servi com Ciabatta e Pão de Provolone acompanhados de um vinho tinto seco.  Aprovadíssimo! 

Sopa de Schorni

Faça um bom caldo de frango (utilizei frango caipira, aproximadamente 1,5k) com alho, cebola, sal e cheiro verde.  Coa o caldo e cozinhe batatas, cenouras e chuchu em cubinhos com a carne do frango já desfiada.  Quando os legumes estiverem cozidos acrescente o Schorni e deixe cozinhar até que a massa esteja mole mas não desmanchando.  A quantidade de Schorni depende do número de comensais e de quão espessa você vai querer sua sopa, cuidado para não colocar demais ou absorverá muito caldo. Cozinha muito rápido. 

 *************ENGLISH VERSION****************

 World Pasta Day: Schorni 

This is my entry for the event I put myself hosting at Mangia che te fa bene and I sincerely hope you enjoy it as much as my family does! I was wondering and wondering what kind of recipe I would share with you on this October 25th:  World Pasta Day.   I did not want anything fancy, for me pasta is a very complete and special dish, should be fixed in a simple way, each ingredient in the right amount so it won’t overcome the others. 

My great-aunt Vilma taught me this Pasta recipe, she was married to my grandma’s cousin and learned to speak Italian and cook typical dishes with her mother-in-law, who doesn’t knew a word in Portuguese.  The mother-in-law, Aunt Emma, came from Italy to Brazil to stay with her younger son who emigrated very young.  Aunt Emma was my great grandmother’s sister, but this recipe came into our knowledge just when she arrived from Italy. 

After becoming a widow and already an old lady she decided not to stay so far away and came to Brazil.  Lived with my Aunt Vilma and taught her wonders of Italian Cuisine, one of them this type of Pasta, delicious, simple and versatile. Aunt Emma taught the name Schorni, but since she did not leave the written recipe we suppose this is the way to write it.  I am sorry if a graphic error is committed here but I tried to find the name origin and wasn’t successful at all.  Maybe it’s the local name on the region they came from: Firenze, Italy. 

This is how it’s fixed:

  1. Beat three medium eggs (I used organic) and mix with ¾ cup of grated cheese (it can be Parmesan, Provolone or a hard cheese). I used hard Parmesan and did not put salt for the cheese already was salted enough. 
  2. Mix well and with a fork throw little by little this mixture over white flour in a large bowl.  Do not be cheap on the flour quantity or the mixture will stick to the bowl. 
  3. The flour will absorb small amounts of the eggs and cheese mix and with your hands make little Pasta pieces (bits).  Repeat over and over this step until there is not much flour left. 
  4. Carefully use your hands to separate the Pasta bits and make them single units.
  5. If necessary put more flour in the bowl until the eggs and cheese mix finishes. 
  6. Repeat step number 4.
  7. Put the Schorni in a large sifter and sift the excess flour.  Lay the Schorni on a big towel or baking pans to dry out in a way they are very well spread.

Schorni can be used immediately or dried and stored or frozen.  Yesterday wasn’t warm and sunny and I got a little concerned about the eggs in the mix, so I decided to let them dry for a while and froze in a hermetic bag the uncooked amount left after fixing dinner.

The frozen bits of Schorni became very loose inside the bag and can be put directly in the hot stock when making soup or boiling water to prepare as Pasta.

This recipe yielded 500g Schorni.

Schorni can be used in soups or as cooked Pasta, it puffs a little bit after cooking and can be eaten with different sauces, even a simple Sage and Butter one.To celebrate World Pasta Day I did not only wanted to fix the dough (made by my mom and I) but also a soup using it, since yesterday was a cold rainy night and this dish suited very well the occasion, warming our souls.  I served with Ciabatta and Provolone Bread with a dry red wine. Everyone loved!

Schorni Soup 

Make a chicken stock (I used organic chicken, weighing almost 1,5 k) with water, garlic, onion, salt, green onion and parsley.  Remove the solids and cook some potato, carrots and mirliton cut in small cubes with the chicken meat already separated from the bonescxfc .  When the vegetables are done throw the Schorni bits and simmer for a while until it cooks, soft but not overcooked.  The amount of Schorni will depend on how thick you want your soup, but be careful not to put too much or it will absorb the stock. It cooks in a blink of an eye.

World Pasta Day – Dia Mundial do Macarrão – 25/out

22 out

wpd

(For English please scroll down).

Um dia é pouco para celebrar a delícia do Macarrão, afinal para quem aprecia esta iguaria todo dia é dia de Pasta, mas foi instituído o dia 25 de outubro como Dia Mundial do Macarrão para que seja promovido no mundo todo o consumo e troca de informações.

Meus antepassados italianos falam mais alto e o sangue ferve ao sentir o delicioso aroma de macarrão, não importa a forma, recheio ou método de preparo!  Meu intuito não é nada comercial, não tenho conexão alguma com a organização responsável pelo evento mundial, apenas pensei o quão interessante e maravilhoso seria trocar idéias e receitas com amentes da Pasta no Brasil e por que não, no mundo?   

A história de quem inventou o macarrão já rendeu muitos e muitos livros e discussões, há quem diga que foram os chineses, outros dizem que muito antes, por volta de 2.500aC já havia traços de uma pasta cozida a base de cereais e água (textos assírios e babilônicos).  Não há como negar que o mundo adora Pasta e a versatilidade e praticidade que este alimento se apresenta a nós me encanta, desta forma não me proponho a desvendar o mistério e sim a aprender mais sobre as formas, receitas, cores, história e paixões sobre ele!

Para participar:

·          Prepare uma receita usando Pasta (macarrão), fotografe e poste no seu blog no dia 25 de outubro de 2007 (se possível coloque a receita também em inglês se não for sua língua natal).

·          Faça um link para este post na sua página;

·          Mande um email para worldpastaday@gmail.com com as seguintes informações:

– seu nome;

– nome do blog e URL;

– receita e a URL do post;

– local de origem e país.

·        Participações somente serão aceitas até quinta-feira, 25/outubro/07. 

 A U.N.F.P.A. é a organização responsável pela promoção das atividades com o objetivo de promover a Pasta no mundo, mais informações aqui.  Obtive autorização para utilizar o logo do WPD, o qual poderá ser utilizado pelos blogs participantes já que não há fim lucrativo. 

Algumas coisas interessantes para ler sobre Pasta:

 Aguardo sua receita!!!!
Tentarei ao máximo postar as receitas enviadas dentro do prazo até dia 04/novembro/2007.
 

 ********ENGLISH VERSION************* 

One day is not enough to celebrate the wonders of Pasta, for the lovers of this food every day is Pasta Day, but October 25th was established as World Pasta Day and on this date all around the world the consumption and information exchange about Pasta will be promoted.

My Italian background shouts out and my blood goes crazy when I feel the delicious Pasta smell, it doesn’t matter shape, fillings or preparation method! My goal here is no commercial whatsoever, I have no conexion with the organization responsible for the international event, just thought how great and wonderful would be to exchange ideas and recipes with Pasta Lovers in Brazil and why not, all over the world?

The discussion about who invented Pasta has been written over and over again, some says it was the Chinese, others believe that a long time before, around 2500 bC there has been a cook pasta made by cereals and water (Assyrians and Babylonic texts).  The world loves Pasta and the versatility and easiness about this food is enchants me, that’s why my purpose is to learn and share with you the shapes, recipes, colors and history about Pasta and not to discuss its roots.

To participate in he event:

·          Fix a Pasta dish, take a picture and post in your blog about it on Thursday, October 25th, 2007. (If possible post the recipe in English too if it is not your mother tongue);

·          Please link back to this announcement in your post, and eventually to the roundup;

·          Send an email to worldpastaday(at)gmail(dot)com including:

– your name;

– Blog name and your blog´s URL;

the recipe name and the post’s URL;

– your location and country.

·        Submissions can only be accepted until Thursday, October 25th, 2007. 

 The U.N.F.P.A. is the organization responsible for the activities to promote Pasta in the world, you can learn more here.  I have  the authorization to use the WPD logo, so feel free to use it too if you want to participate since there are no commercial purposes. 

Some interesting information about Pasta:  

I am waiting for your recipe!!!I´ll try my best to post the roundup (including the pictures) until November 4th, 2007.

 

Comidinhas do dia-a-dia sobras II, a missão

17 out

comidinhas do dia-a-dia evento

comidinhas do dia-a-dia sobras II, a missão

Detesto a idéia de jogar comida fora…se sobrou vamos reinventar para que não fique com cara de “já te vi” e agrade novamente aqueles que vão saborear o prato!  Lembrei-me desta receita postada pela Karen e tive que dar uma adaptada, pois o intuito era utilizar sobras… E segui o exemplo de postar no blog sob o evento Comidinhas do dia-a-dia sobras, idealizado pela Akemi!

A receita pedia bacon mas eu quis usar pedacinhos de lombo suíno que tinha sobrado de outra refeição, como são “primos” achei que ficou muito bom, talvez menos acentuado o sabor, mas muito gostoso! 

Batatas com bacon e cebolas

1 kg de batatas médias (usei duas batatas grandes)
sal
100g de bacon cortado em cubinhos (usei lombo suíno assado)
1 cebola picada
50g de manteiga (usei 1 ½ colheres de sopa e um fio de azeite)
Lavar bem as batatas e cozinhar em água com sal por cerca de 20 min com a casca (eu esqueci e tirei a casca, deixei cozinhar até que estivessem al dente). Escorrer e deixar esfriar um pouco, descascar ainda quente e deixar esfriar completamente antes de cortar em fatias finas de 4-5mm. Se possível, cortá-las no dia seguinte, fica bem mais fácil e as fatias não irão se desmanchar enquanto são fritas. Fiz no mesmo dia, então já cozinhei as batatas em cubinhos.
Aquecer a manteiga em uma frigideira grande e quando ela estiver bem quente (se a manteiga não estiver bem quente, as batatas vão absorver mais gordura), colocar as batatas para fritar, dar sacudidelas ou mexê-las com cuidado para dourar de todos os lados. Quase no final, adicionar o bacon e a cebola. Desligar quando estiver tudo bem cozido. Temperar com sal e pimenta caso deseje.  

Cometi um pecado para os alemães (origem da receita é alemã) e servi com arroz branco e salada de rúcula e tomates secos. 

Bom, muito bom!!! Obrigadíssima pela dica, Karen!

World Bread Day – Pão de Batata Baroa (Parsnip Bread)

16 out

World day of bread

 World Bread Day

Vi esse ícone (banner ou sei lá como chama…) no blog da Lien e não pensei duas vezes em ver no que se tratava, já que o desenho do anjinho com o pão me chamou muito a atenção.  Adorei a proposta, um evento mundial no qual o blogueiro(a) posta uma receita de pão (também em inglês) e conta um pouco da sua história, experiências com pães e idéias sobre o assunto.  Criado pela UIB International Union of Bakers and Bakers-Confectioners  (União Internacional dos Padeiros e Fazedores de Pão – tradução livre!) o World Bread Day  – 16 de outubro de 2007, tem como objetivo reunir diversas opiniões, receitas e mais ainda,  pessoas do mundo todo que apreciam a delícia que é o Pão.  Mais informações sobre o evento podem ser obtidas aqui. 

Para participar:

 ·          Asse ou compre um pão, tire fotos (se possível) e poste em 16 de outubro de 2007.

·          Faça um link para este post na sua página;

·          Mande um email para worldbreadday@gmail.com com as seguintes informações:

– seu nome;

– nome do blog e URL;

– receita e a URL do post;

 local de origem e país.

·        Participações somente serão aceitas até quarta-feira, 17 de outubro. 

Resolvi adaptar uma receita que faço com freqüência (Pão de Aipim já postado aqui) usando Batata Baroa (Mandioquinha, Batata Salsa…).  O resultado foi uma delícia de pão, ficou saboroso, cheiroso e digno de repeteco!  Um pouco menos fofo do que o de aipim, até pela textura da Batata Baroa, mas valeu a pena experimentar! 

A receita é a seguinte: para um pão de 600 g use 1 copo de 240 ml de purê de Batata Baroa ( cozinhei e amassei com um garfo), ½ copo (120 ml) de iogurte, 2 colheres de (sopa) margarina (usei manteiga), 1 colher (chá) de sal, 2 colheres (sopa) de açúcar, 3 copos de farinha de trigo (720 ml) e 2 colheres (chá) de fermento biológico seco instantâneo. Acrescentei duas colheres (chá) de sementes de papoula.  Coloque na forma da panificadora o iogurte,  a manteiga, o purê de Batata Baroa, sal, açúcar, farinha de trigo e o fermento, nesta ordem. Selecione para ciclo Sanduíche (usei ciclo massa que é só para sovar e crescer, demora uma hora e meia) e deixe sovar.Após o ciclo massa ter acabado untei com manteiga uma forma de bolo inglês grande e coloquei a massa para crescer num local quente coberta com um pano de prato até que dobrasse de volume (cerca de uma hora).  Uns 15 minutos antes de assar liguei o forno no médio/alto e quando a massa estava pronta para assar fiz um corte com a faca no sentido longitudinal da forma.  Assei até que o pão estivesse dourado e ao bater com os nós dos dedos o som fosse oco.  

*********** English Version ************

World Bread Day – Parsnip Bread 

When I saw this icon (banner or whatever is called…) at Lien´s I didn´t think twice about checking it out, the little angel with the bread captured my attention.  Loved the idea, a global event where the blogger posts a bread recipe (in English also) and tells a little bit about his/her history, bread baking experiences and ideas about bread.   Created by UIB International Union of Bakers and Bakers-Confectioners,  World Bread Day   October 16th, 2007 , has the goal to bring together various opinions, recipes and bread lovers around the globe. You can read more about it here .

How to participate:
Please read and follow carefully the instructions below. email and link back are mandatory, if one of them is missing your entry will not appear on the roundup.

  • Bake or buy a bread, take pictures (if possible) and blog about it on Tuesday, 16th October 2007.
  • Please link back to this announcement in your post, and eventually to the roundup.
  • Send an email to worldbreadday(at)gmail(dot)com including
    – your name
    – your blog’s name and your blog’s URL
    – the recipe name and the post’s URL
    – your location (region and country)
  • Submissions can only be accepted until Wednesday, October 17.

 I addapted a bread recipe I fix often (Manioc Bread, already posted here) using Parsnip (Arracacia xanthorrhiza). The result was a great bread, tasty, great smell and a recipe to do over and over again!  A little bit less soft than the Manioc Bread, probably because of the Parsnip texture, but very worthwhile tasting! Here´s the recipe: for a 600g bread used 1 cup (240ml) of smashed cooked Parsnip (I cooked and smashed with a fork), ½ cup (120ml) natural yogurt (used homemade), 2 tablespoons soft butter, 1 teaspoon salt, 2 tablespoons sugar, 3 cups (720ml) white flour and 2 teaspoons dry bread yeast.  I added 2 teaspoons Poppy Seeds to the mixture.  Put in the Bread Machine in this order: yogurt, butter, smashed Parsnip, salt, sugar, white flour, bread yeast  and Poppy Seeds.  Select Dough Cycle (it took 1 1/2h in my machine) and let the work be done.  After the machine finished kneading the dough I buttered one large bread pan (similar to English Cake) and let the dough rise in a warm place (covered with a table cloth)  until it doubled the volume (it took around an hour).  About 15 minutes before baking I pre-heated the oven in medium/high and used a sharp knife to make a line in the top of the dough.  Baked until golden top – the trick is to hit the bottom part with your closed fingers to hear a hollow sound.  Let cool in a wire rack.

Frozen de Frutas Vermelhas

15 out

Frozen de Frutas Vermelhas

Minha irmã e meu cunhado gostam de receber, ela sempre se preocupa muito com os pratos e ele com a bebida, uma combinação perfeita para quem os visita.  Felizmente para nós que somos habituées!  Sábado provamos um drink que foi unanimidade: Frozen de Frutas Vermelhas.  A mistura de sabores ficou perfeita e resolvi deixar a dica para quem gosta desse tipo de bebida.  

A receita foi criada na hora por ele, Mr. O.   Bata no liquidificador: 6 morangos grandes e 6 amoras pretas (estavam congeladas) com bastante gelo, cerca de 6 pedras. Misture duas colheres de chá de açúcar refinado e duas doses de vodka de boa qualidade, a dele era do Leste Europeu, mas não anotei o nome…  Coloque numa coqueteleira e misture bem, sirva num copo de boca larga! Cuidado, como é doce sobre rapidinho….