Schorni – Dia Mundial do Macarrão (World Pasta Day)

25 out

wpd

sopa schorni

(English please scroll down) 

Esta é minha participação no evento em que me aventurei a hospedar no Mangia che te fa bene, espero sinceramente que gostem tanto como minha família! Fiquei pensando e pensando em que receita eu gostaria de dividir neste 25 de outubro: Dia Mundial do Macarrão (World Pasta Day).  Não queria nada muito rebuscado, acho que macarrão é um prato tão completo e especial que deve ser preparado de maneira simples, cada ingrediente na medida certa para não ofuscar o outro.

Quem me ensinou este tipo de Pasta foi uma tia-avó, a tia Vilma, ela era casada com um primo da minha avó e aprendeu a falar italiano e cozinhar pratos típicos com a sogra que não falava uma palavra em português.  A sogra, tia Emma, veio da Itália para o Brasil morar com o filho mais novo que havia emigrado muito jovem.

Tia Emma era irmã da minha bisavó, mas esta receita não era conhecida na família até que a tia Emma viesse para o Brasil.  Já velhinha, depois de ficar viúva, resolveu que não queria mais ficar longe e veio se aventurar em terras brasileiras.  Morou com minha tia Vilma e lhe ensinou maravilhas na cozinha, dentre elas este tipo de massinha que é uma delícia, simples, versátil e diferente.

O nome Schorni foi ensinado por tia Emma, mas ela não deixou receita escrita, então supomos que a grafia é desta forma, desculpem-me se cometo algum grande erro gráfico, mas tentei de todo jeito procurar e não obtive sucesso, não sei se é derivado de dialeto de sua região local: Firenze, Itália.

O preparo é assim:

  1. Bata três ovos médios (usei caipira) e acrescente aproximadamente ¾ xíc. de queijo ralado (pode ser parmesão, provolone ou queijo curado). Usei um parmesão mais firme.  Não acrescentei sal pois o queijo já era salgado.  schorni1
  2. Misture bem e com um garfo vá jogando fios dessa mistura sobre farinha de trigo disposta em uma tigela ou bacia grande.  Cuidado para não usar pouco trigo e a mistura grudar na tigela.  schorni2
  3. Desordenadamente mesmo o trigo irá envolver a mistura de ovo e queijo e com as mãos faça grumos de massa.  Repita várias vezes esse processo até que não reste muito trigo.  schorni3
  4. Cuidadosamente mexa com as mãos até que os grumos fiquem de tamanho pequeno e se separem, ficando soltos uns dos outros.

 schorni4 

    5.   Se necessário acrescente mais trigo na tigela até acabar com toda a mistura de ovo e queijo. 

    6.   Repita a etapa número 4.

    7.  Com uma peneira grande peneire os grumos de Schorni para retirar o excesso de trigo e os disponha em uma toalha grande ou assadeiras de modo que fiquem bem espalhados.  schorni6

O Schorni pode ser usado imediatamente ou seco para guardar.  Como não estava sol e o ovo é um alimento muito perecível, resolvi deixar secar um pouco e congelei em um saco hermético o que não usei para a receita da sopa.

Os grumos congelados ficam soltinhos dentro do saco e podem ser jogados na quantidade desejada diretamente sobre o caldo ou água quente.

schorni7

 Rendeu 500g de Schorni. 

O Schorni pode ser usado em sopas ou como massa cozida, cresce um pouco após o cozimento e pode ser comido com molhos variados como macarrão mesmo ou até com um simples e delicioso molho de sálvia e manteiga. Para comemorar o World Pasta Day (Dia Mundial do Macarrão) não me contentei em somente fazer a massa (foi feita a 4 mãos, minha mamma estava na coordenação do processo!) mas também uma sopa, já que a noite ontem estava fria e chuvosa, própria para este prato que esquenta a alma.  Servi com Ciabatta e Pão de Provolone acompanhados de um vinho tinto seco.  Aprovadíssimo! 

Sopa de Schorni

Faça um bom caldo de frango (utilizei frango caipira, aproximadamente 1,5k) com alho, cebola, sal e cheiro verde.  Coa o caldo e cozinhe batatas, cenouras e chuchu em cubinhos com a carne do frango já desfiada.  Quando os legumes estiverem cozidos acrescente o Schorni e deixe cozinhar até que a massa esteja mole mas não desmanchando.  A quantidade de Schorni depende do número de comensais e de quão espessa você vai querer sua sopa, cuidado para não colocar demais ou absorverá muito caldo. Cozinha muito rápido. 

 *************ENGLISH VERSION****************

 World Pasta Day: Schorni 

This is my entry for the event I put myself hosting at Mangia che te fa bene and I sincerely hope you enjoy it as much as my family does! I was wondering and wondering what kind of recipe I would share with you on this October 25th:  World Pasta Day.   I did not want anything fancy, for me pasta is a very complete and special dish, should be fixed in a simple way, each ingredient in the right amount so it won’t overcome the others. 

My great-aunt Vilma taught me this Pasta recipe, she was married to my grandma’s cousin and learned to speak Italian and cook typical dishes with her mother-in-law, who doesn’t knew a word in Portuguese.  The mother-in-law, Aunt Emma, came from Italy to Brazil to stay with her younger son who emigrated very young.  Aunt Emma was my great grandmother’s sister, but this recipe came into our knowledge just when she arrived from Italy. 

After becoming a widow and already an old lady she decided not to stay so far away and came to Brazil.  Lived with my Aunt Vilma and taught her wonders of Italian Cuisine, one of them this type of Pasta, delicious, simple and versatile. Aunt Emma taught the name Schorni, but since she did not leave the written recipe we suppose this is the way to write it.  I am sorry if a graphic error is committed here but I tried to find the name origin and wasn’t successful at all.  Maybe it’s the local name on the region they came from: Firenze, Italy. 

This is how it’s fixed:

  1. Beat three medium eggs (I used organic) and mix with ¾ cup of grated cheese (it can be Parmesan, Provolone or a hard cheese). I used hard Parmesan and did not put salt for the cheese already was salted enough. 
  2. Mix well and with a fork throw little by little this mixture over white flour in a large bowl.  Do not be cheap on the flour quantity or the mixture will stick to the bowl. 
  3. The flour will absorb small amounts of the eggs and cheese mix and with your hands make little Pasta pieces (bits).  Repeat over and over this step until there is not much flour left. 
  4. Carefully use your hands to separate the Pasta bits and make them single units.
  5. If necessary put more flour in the bowl until the eggs and cheese mix finishes. 
  6. Repeat step number 4.
  7. Put the Schorni in a large sifter and sift the excess flour.  Lay the Schorni on a big towel or baking pans to dry out in a way they are very well spread.

Schorni can be used immediately or dried and stored or frozen.  Yesterday wasn’t warm and sunny and I got a little concerned about the eggs in the mix, so I decided to let them dry for a while and froze in a hermetic bag the uncooked amount left after fixing dinner.

The frozen bits of Schorni became very loose inside the bag and can be put directly in the hot stock when making soup or boiling water to prepare as Pasta.

This recipe yielded 500g Schorni.

Schorni can be used in soups or as cooked Pasta, it puffs a little bit after cooking and can be eaten with different sauces, even a simple Sage and Butter one.To celebrate World Pasta Day I did not only wanted to fix the dough (made by my mom and I) but also a soup using it, since yesterday was a cold rainy night and this dish suited very well the occasion, warming our souls.  I served with Ciabatta and Provolone Bread with a dry red wine. Everyone loved!

Schorni Soup 

Make a chicken stock (I used organic chicken, weighing almost 1,5 k) with water, garlic, onion, salt, green onion and parsley.  Remove the solids and cook some potato, carrots and mirliton cut in small cubes with the chicken meat already separated from the bonescxfc .  When the vegetables are done throw the Schorni bits and simmer for a while until it cooks, soft but not overcooked.  The amount of Schorni will depend on how thick you want your soup, but be careful not to put too much or it will absorb the stock. It cooks in a blink of an eye.

20 Respostas to “Schorni – Dia Mundial do Macarrão (World Pasta Day)”

  1. Agda outubro 25, 2007 às 10:13 pm #

    Menina, que interessante. Eu adoro essas receitas de família assim cheias de história e sentimentos. Adorei.

  2. Manju outubro 25, 2007 às 11:30 pm #

    Verena, These look luscious! I love the idea of having the Parmesan flavor in the noodles. Can’t wait to try this myself. That is a great history that comes with these noodles, too. You are so lucky to have so many talented cooks in your family — I’ve always wished I had an Italian grandmother to teach me how to cook! : )

  3. pipoka outubro 26, 2007 às 12:13 am #

    Adorei a sua história e a sua receita. O modo de fazer estava muito bem explicadinho. Enfim, uma maravilha. Já vi que o talento para a cozinha é de família!

    bjs

  4. Giovana Martini outubro 26, 2007 às 12:15 am #

    Muito interessante! Adorei a receita!

    Beijos!

  5. Fer Guimaraes Rosa outubro 26, 2007 às 12:27 am #

    Verena, viva a Tia Emma e que felicidade ela ter ido pro Brasil e a tia Vilma ter aprendido a fazer essa receita maravilhosa. Eu adorei e um dia vou tentar fazer, vou sim!🙂

    um beijo,

  6. Laurinha outubro 26, 2007 às 12:51 am #

    Que delícia de post, de aquecer o coração, a alma e a barriguinha!!
    Adorei ler e saborear cada palavra!
    E que receitinha linda! parabéns às 4 mãos!
    Beijinhos,

  7. Cinara outubro 26, 2007 às 2:52 am #

    Vê, também adorei saber mais sobre seus antepassados e o legado gastronômico que eles lhe deixaram… Agora já sei que você teve a quem puxar, amiga! ;o) Beijo enorme!

  8. Marizé outubro 26, 2007 às 11:12 am #

    Verena a sua história é fantástica, essa massa então… Arrasou!
    Que bom que você divulgou este dia, tenho visto receitas fantásticas, muitas eu vou fazer e esta é sem duvida uma delas.
    Beijo grande

  9. akemi outubro 26, 2007 às 1:21 pm #

    Verena, fico feliz que vc tenha dividido com todas nós essa receita de família! Fiquei querendo tomar essa sopinha aqui, com caldo de galinha caipira então..afff é bom demais!

  10. Lien outubro 26, 2007 às 2:08 pm #

    This looks great, and what a wonderful story to come with it!!!
    I never heard of such a thing and I will have to try that!!!
    Thanks for this great recipe.

  11. Sheila outubro 26, 2007 às 2:54 pm #

    Verena, adorei a receita!!!!
    Super diferente e cheia de lembranças hein? Obrigada por compartilhar com a gente =)
    bjão

  12. bia outubro 26, 2007 às 4:47 pm #

    que show esta massa, amei ! Que pena que nao deu tempo de postar uma receita de massa no meu blog ! bjs

  13. Larissa outubro 26, 2007 às 9:33 pm #

    Vê, adorei. Será que consigo fazer sozinha? Vou pedir ajuda da minha mamma! rsrsr Sabe de uma? Talvez eu vá morar em SP.
    Um beijo

  14. Giácomo outubro 27, 2007 às 1:30 pm #

    Oie…
    Estou devolvendo a visita!
    Já fiz link para cá….
    É claro que botei a receita por causa do Pasta Day.
    Só não sabia que você tinha começado a festa!
    Mas foi ótimo participar.
    Bjs./

  15. Nani outubro 27, 2007 às 7:06 pm #

    As melhores receitas são essas que nos remetem a um passado rico em boas lembranças,Parabéns!!!
    Pena eu não ter participado,mas agardeço gentilmente o seu convite.
    Fiz a receita no dia seguinte:Dá uma passadinha lá para ver o que acha.
    Bjs
    Nani

  16. Nani outubro 27, 2007 às 7:07 pm #

    As melhores receitas são essas que nos remetem a um passado rico em boas lembranças,Parabéns!!!
    Pena eu não ter participado,mas agradeço gentilmente o seu convite.
    Fiz a receita no dia seguinte:Dá uma passadinha lá para ver o que acha.
    Bjs
    Nani

  17. Silvia Arruda outubro 29, 2007 às 3:16 pm #

    Verena, eu queria muito ter participado deste evento, mas as últimas semanas têm sido um caos para mim.. acho que agora estou me organizando e no próximo estarei dentro!

  18. Vera novembro 10, 2007 às 10:58 am #

    Oi Verena, gostei de conhecer o que está por detrás da sua receita !
    que dinamismo no seu blog, uau !

  19. ♥·Eu·♥ julho 22, 2008 às 9:59 pm #

    Eu♥·◘○•♦☺☻♠♣

  20. Cláudia Sales abril 29, 2011 às 2:26 am #

    Olá! A tia Emma que você fala é a Fé Emma Xavier? Se for, gostaria de saber mais informações sobre ela. Vi que ela possui muito livros escritos… ela é nutricionista? culinarista? Fico no aguardo!

    Att.
    Cláudia Sales

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: