Arquivo | março, 2008

Peço emprestado a Neruda um presente a todas nós

8 mar

                      Mulheres                                         

                           Pablo Neruda

Elas sorriem quando querem gritar.
Elas cantam quando querem chorar.
Elas choram quando estão felizes.
E riem quando estão nervosas.

Elas brigam por aquilo que acreditam.
Elas levantam-se para injustiça.
Elas não levam “não” como resposta quando
acreditam que existe melhor solução.

Elas andam sem novos sapatos para
suas crianças poder tê-los.
Elas vão ao medico com uma amiga assustada.
Elas amam incondicionalmente.

Elas choram quando suas crianças adoecem
e se alegram quando suas crianças ganham prêmios.
Elas ficam contentes quando ouvem sobre
um aniversario ou um novo casamento.


Peço licença ao Neruda para transcrever estas lindas linhas acima e mandar um beijo todo especial a todas as mulheres! Feliz Dia Internacional da Mulher!