Arquivo | Lanche nutritivo para escola RSS feed for this section

Spice nut cookies para um doce 2013

2 jan

DSC07827

Ficou difícil passar aqui antes do ano acabar, mas cá estou no comecinho deste novo período, desejando a todos as amigas e amigos leitores, blogueiros e amantes da boa mesa um ano doce, feliz, alegre e com muita saúde a todos nós!

O Natal foi ótimo, com a família reunida, crianças brincando e curtindo os avós, primos, tios! Brincadeiras, risadas, boa comida e bebida, e muito amor. Espero que todos tenham tido um final de ano feliz e tranquilo! E vamos começar 2013 não com o pé direito, mas com os dois pés, para reforçar a vontade de fazer tudo melhor e mais gostoso!

Esta receita fez o maior sucesso, meu pequeno ajudou a fazer, e apesar de ser um pouco difícil de manipular a massa, pois o calor das mãos faz com que fique grudenta, nada como um pouco de paciência e perseverança para descobrir após assá-los que valeu muito a pena! A receita vem da revista Saveur, cujo original está em inglês aqui. Não podia deixar as festas passarem sem fazer cookies de Natal e estes tem um aroma super especial e o sabor é uma delícia. Minha sobrinha se apaixonou e deixei um vidro cheinho para ela…isso é que fazer uma tia feliz!

Espero que gostem!  A receita original usa somente nozes, mas como eu não tinha, fiz um mix com Castanhas do Brasil, Amêndoas e Avelãs. Ficou um espetáculo!

Spice Nut Cookies

(rendeu aproximadamente 40 cookies, vai depender do tamanho do cortador)

(xícara 240ml)

Refrigerar a massa antes de abrir ajuda bastante!

1⁄2 xícara de nozes moídas (amêndoas, castanhas do Brasil e avelãs)
1 1⁄4 xícara de trigo (usei quase 2 xícaras para dar ponto)
1 1⁄2 colher (chá) de fermento em pó
1⁄8 colher (chá) de sal
1⁄2 colher (chá) de noz moscada moída
1⁄2 colher (chá) de canela em pó
1⁄2 colher (chá) de cravo moído OU 1 1/2 colher (de chá) de 4 épices (tempero já pronto com pimenta branca, gengibre, noz moscada e cravo ou canela)
8 colheres (sopa) de manteiga sem sal,temperatura ambiente 
1⁄2 xícara de açúcar cristal
1⁄2 xícara de açúcar mascavo
1 ovo grande

1. Misture os frutos secos moídos, trigo, fermento, sal e spices numa tigela e reserve. 

2. Bata a manteiga em velocidade média.  Aos poucos vá juntando o açúcar cristal e o mascavo, bata até ficar fofa a mistura. Junte o ovo e reduza a velocidade, junte depois o mix de trigo.  Bata só até misturar.  Divida a massa em quatro porções, enrole em plástico filme e refrigere.

3. Pré-aqueça o forno a 160ºC.  Abra uma porção da massa em superfície enfarinhada, corte usando seu cortador de cookie preferido e coloque em formas de cookies. Eu usei aqueles tapetinhos de silicone. Deixe um espaço entre os cookies.  Asse por 5 minutos. Gire a forma e asse até que estejam dourados, mais uns 5 minutos, dependendo do seu forno.  Deixe os cookies esfriarem numa grade. Repita o processo com as outras porções da massa.  Decore se quiser. Guarde em vidro fechado.

Resolvi deixar alguns cookies um pouquinho mais e ficaram mais crocantes. Asse de acordo com sua preferência.

Doces momentos a todos!

DSC07825-001

 

Cupcakes de choco vanilla

29 nov

Cupcakes de choco vanilla.4

Ontem foi aniversário da professora do meu pequeno…ele me pediu para fazer uns bolinhos ou cookies para levar para a tia.

Como resistir a um pedido desses? Lembrei que minha irmã tinha me falado de uma receita de cupcakes da Martha Stewart que ela fez algumas adaptações e resolvi testar. Mais uma vez minha irmã acertou! Ultimamente ela tem estado meio afastada da cozinha dela…trabalha na área de eventos de um hotel…mas sempre acerta! Ô mão boa!  De outra feita uma receita de bolo de fubá virou bolo de chocolate e ficou deliciosa…veja aqui.

Anyway…a receita é fácil e uma delícia! Os cupcakes são super fofos e saborosos, nada de muito doce. A cobertura foi uma ganache e o sorriso do filhote quando cheguei na escola com os cupcakes embrulhados para a professora, não tem preço!  Um agradinho simples e de coração! Assim vamos levando as coisas por aqui, ensinando os pequenos que simples gestos tornam o mundo melhor.

Cupcakes de choco vanilla.3

A receita, com tradução livre e adaptações da minha sister querida!

Choco Vanilla Cupcakes (adaptado da Martha Stewart)

(xícara 240ml) – rendeu 11 cupcakes

125 grs de manteiga (melhor sem sal)

3/4 xícara de açúcar refinado

1 colher (chá) de essência de baunilha

2 ovos em temperatura ambiente

1 1/4 xícara trigo peneirado

1 colher (chá) fermento em pó

2/3 xícara de chocolate em pó

3/4 xícara de leite

Modo de fazer:

Aqueça o forno a 160ºC.

Coloque a manteiga, açúcar e baunilha em uma vasilha e bata até ficar pálido.

Acrescente gradualmente os ovos, um a um, batendo bem.

Acrescente o trigo, fermento, chocolate e leite aos poucos, alternadamente.

Coloque a massa nas forminhas de cupcake, preenchendo 3/4 do volume. Nós usamos forminhas de papel dentro de forminhas de muffins de alumínio untadas na borda com um tiquinho de manteiga para não grudar os cupcakes.

Asse em forno médio por 20 a 25 minutos ou até passar no teste do palito. Coloque numa grade para esfriar e depois decore a seu gosto. Eu usei uma ganache de chocolate, simples e muito gostosa!

Cupcakes de choco vanilla.5

Ganache de chocolate

3/4 de uma barra de 170g de chocolate meio amargo

1/2 lata de creme de leite

Coloque uma panela com água para ferver e sobre ela um bowl de vidro, tomando cuidado para a água não chegar até o fundo do bowl.

Coloque o chocolate em pedacinhos e o creme de leite no bowl e vá mexendo até que o calor da água evaporando da panela derreta o chocolate. Mexa sempre. Quando começar a derreter tire o bowl do fogo e com uma espátula ou fuet misture bem para acabar de derreter o chocolate e a ganache ficar homogênea. Se ainda não tiver sido suficiente para derreter o chocolate todo, volte o bowl sobre a panela no fogo.

Mexa bem até começar a esfriar. Pode ser aplicado sobre o cupcake ou bolo com espátula ou usando um saco de confeiteiro, como eu fiz. Espere um pouco para que a ganache firme e sirva!

Blackberry ricotta cake

29 out

DSC07090

É estação das amoras pretas e com tantas frutas amadurecendo na casa da minha mãe (maravilha de terra!) ficamos pensando em receitas para usá-las. Muitas estão congeladas para quando a estação das amoras acabar, mas prefiro usá-las nas receitas enquanto estão recém-colhidas!  Fizemos jarras e jarras de suco, as crianças adoram, e até vitamina com iogurte natural fiz para minha pequena! Delícia total!

Tinha ricota feita em casa dando sopa na geladeira, daí pensei por que não experimentar este bolo?  A ricota deixa a massa com uma textura diferente, não é um bolo fofo, e sim denso. Isso não significa que é pesado, mas definitivamente é muito saboroso.

Na próxima vez acrescentarei mais amoras, talvez duas xícaras ou duas e meia sejam o ideal.  Como usei uma forma de torta de 25cm as amoras ficaram meio perdidas na massa…na foto do blog de onde veio a receita parece que contém mais fruta. Também devo dizer que mudei a fruta, eram mirtillos e usei amoras, já que era o que tínhamos.

Fiz uma calda de amoras com açúcar para comer com o bolo…boa pedida!

DSC07093

Blackberry ricotta cake

(adaptado de Eatgood4life)

xícara 240ml

1 1/2 xícara de trigo
1 colher (chá) de fermento para bolo
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
3/4 xícara de açúcar + 2 colheres (sopa)
1 xícara de ricota
2 ovos
1/4 xícara de leite (usei o soro da ricota)
suco de dois limões
1 1/2 xícara de amoras pretas frescas (use 2 1/2 xícaras)
Pré-aqueça o forno a 175ºC.  Unte e enfarinhe uma forma de torta e reserve. Usei papel manteiga no fundo da torteira além de untar e enfarinhar.

Num bowl misture com um fuet os ovos, açúcar, leite, suco de limão e a ricota.  Acrescente o trigo, fermento e o bicarbonato.  Em outro bowl cubra as amoras com 1 colher (sopa) de trigo para que não afundem na massa.  Despeje a massa na forma e coloque as amoras sobre a massa de forma que fiquem espalhadas.
Asse por 55-60 minutos ou até que passe no teste do palito. Deixe esfriar por 30 minutos antes de desenformar.

Calda de amora:  leve ao fogo numa panela média 3 xícaras de amoras frescas e 1 1/2 xícaras de açúcar.  Fogo baixo. Mexa sempre até que o açúcar comece a derreter e formar uma calda com as amoras. Use uma colher para desfazer as frutas e soltar o caldo.  Deixe apurar um pouco e desligue. Guarde na geladeira e sirva sobre o bolo.

Mile high biscuits…nem tão altos mas muito saborosos!

23 out

DSC07078

O esforço está valendo a pena, tenho conseguido fotografar algumas coisas que saem do forno e aos poucos vou postando aqui…às vezes não dá tempo de pegar a máquina, e fico com pena de não ter clicado um prato ou pão que ficou tão especial, mas isso é a vida de uma mãe de uma princesinha de 1 ano e quase 7 meses descobrindo armários, gavetas e já conseguindo ver em cima da mesa e pensando o que vai puxar dali…

Depois de ter experimentado os drop biscuits, receita da Cris, deliciosos e inspiradores, resolvi que faria os biscuits para comer como pãezinhos e não sobre uma torta ou ensopado.

Demorei mas fiz e ficaram muito, muito bons! O sabor da manteiga dá um toque muito especial e eles renderam bem, consegui 15 unidades usando um cortador de 6cm de diâmetro. Talvez eu tenha amassado um pouquinho mais do que o necessário na hora de abrir a massa, então não ficaram tão altos como a receita descreve, mas com certeza aparecerão muitas vezes em casa! Adorei!

Esses “pãezinhos” são muito comuns na culinária americana, seja para acompanharem uma sopa ou um cozido, aparecem mais como um side dish. Com uma tigela de Chili ou no café da manhã, não importa como resolver experimentá-los, eu adoro e tenho certeza de que você vai virar fã! Sempre me lembrava de comê-los na época de intercâmbio nos Estados Unidos, e ficava triste pois lá muitas pessoas compram no supermercado a massa já pronta para assar. Agora com essa receita bem simples e fácil de fazer não há mais porque sentir saudades!

Aparentemente a receita é de um restaurante muito famoso por sua boa comida, o Ruth Diner, em Utah, Estados Unidos. Não conheço o local, mas o resultado é muito bom mesmo!

Duraram 3 dias…num pote hermético. Tive que me segurar para não exagerar…ficam deliciosos no jantar, lanche e café da manhã! Como mini sanduíches, humm! Com peito de peru, queijo branco ou com geléia…! As crianças vão adorar levar de lanche na escola! Vale a pena experimentar! Só não me culpe depois se não conseguir para de comer!

DSC07076

Ruth´s Diner Mile High Biscuits

(receita daqui)

3 xíc. trigo
1 1/2 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
1 1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
110g manteiga gelada
3/4 xícara de buttermilk
(3/4 xíc. leite + 2 colheres (sopa) de suco limão, misture e aguarde 5 minutos para usar)
1 ovo
1/4 xíc. água
(não precisei usar)

Pré-aqueça o forno a 220ºC.  Misture o trigo, sal, açúcar, bicarbonato de sódio e a manteiga gelada até que pareça migalhas. Pode-se usar duas facas ou um pastry dough cutter . Junte o buttermilk, ovo e, se necessário, a água para dar liga. O segredo é não mexer muito, só até que esteja  misturada a massa.

Numa superfície enfarinhada coloque a massa e abra numa espessura de 2,5cm.  Usando um cortador de biscoito ou um copo de 5cm corte a massa em discos.  Leve para assar numa forma untada com manteiga  por  12-15 minutos ou até dourar. Rende 12-15 biscuits, dependendo da espessura que a massa foi aberta.

Dicas para fazer biscuits maravilhosos (também fazem parte da receita):
*Somente misture a massa com as mãos, não use batedeira ou algo do gênero.  A massa ficará muito dura e seca. O segredo é não misturar demais. O melhor é usar um pastry cutter ou duas facas e ir cortando a massa aos poucos. Demora um pouco mais mas tenha certeza de que o biscuit será perfeito! Fique feliz se tiver pedacinhos de manteiga na sua massa…isso é que garante a massa leve e com textura.
*Deixe seu biscuit alto.  O melhor é que o biscuit seja alto e grosso e não com massa fina e dura. O biscuit mais alto fica mais macio. Abra a massa com a espessura de 2,5 a 3cm. O tempo de forno dependerá da espessura da massa.

Hearty bread

2 dez

DSC05633

Não dá para ficar sem pão integral em casa, muitas vezes não dá tempo para fazer nova fornada então entra o pão da padaria mesmo. Gostoso quando crocante e quentinho, o pão branco não alimenta da mesma forma que o feito em casa, ainda mais quando é o que leva sementes, frutos secos, farinhas múltiplas…e amor.

Este pão é delicioso, uma variação interessante da receita que costumo usar. Adicionei algumas coisas diferentes e o resultado foi um pão rico em sabor, textura e com certeza cheio de vida.

Apesar de estarmos quase no verão aqui no Brasil, pensei numa receita de pão que pudesse refletir um pouco do outono, que trouxesse conforto para quem o experimentasse. E assim iria participar do Bread Breakind Day #44, desta vez com o blog Winged Snail como host. Mas não consegui postar a tempo…ou melhor, o computador processou a postagem com alguns minutos a mais e passou da meia noite…então não dava mais para participar, já que o deadline era dia 01 de dezembro…

Tudo bem, o pão é muito bom, para fazer muitas e muitas vezes.

Hearty Bread

xícara medidora 240ml

1 xícara de iogurte natural

1 xícara de centeio

1 1/3 xícara de trigo branco

1 xícara de trigo integral

1/3 xícara de flocão de milho

15g de fermento fresco para pão

1 colher (chá) sal

2 colheres (sopa) de melado

1 ovo

1 colher (chá) de 5 spice

2 colheres (sopa) de côco queimado

1 colher (sopa) de sementes de girassol

1 colheres (sopa) de uva passa sem sementes

1 colher (sopa) de óleo de milho

Côco queimado:

1 pacote de 100g de côco desidratado em flocos

2 colheres (sopa) de açúcar

1 colher (sopa) de manteiga

Leve os ingredientes ao fogo baixo mexendo sempre até que o côco esteja dourado. Desligue o fogo e deixe esfriar. Guarde em vidro ou recipiente hermeticamente fechado.

DSC05627

Modo de fazer o pão:

No bowl da máquina de fazer pão coloque o iogurte, fermento, farinhas, sal,

melado, ovo, uva passa, girassol, flocos de milho, côco queimado e o óleo.

Selecione o ciclo massa e espere acabar. Coloque a pedra de pizza no forno para aquecer e sove um pouco o pão para dar a forma de bola e deixe crescer numa tigela forrada com pano enfarinhado e cubra com outro pano. Deixe dobrar de volume.

Leve para assar na pedra de pizza enfarinhada com fubá ou farinha, faça alguns cortes na superfície do pão com gilete ou faca.  Asse até que esteja dourado e passe no teste da batida (bata com os nós dos dedos na parte de baixo do pão até que saia um som oco).  Deixe esfriar completamente numa grade.

Cookies de chocolate para a Bela

27 out

Cookies de chocolate (8)

Dia desses minha irmã e eu conversando ao telefone e ela me pediu uma boa receita de cookies para fazer para minha sobrinha levar de lanche na escola. Não dá para mandar só biscoitos comprados, não? Fico até assustada ao ler o conteúdo do pacote, é conservante, estabilizante, gordura vegetal…vixi…

A gente tem que fazer malabarismo com os pequenos e o lanche, não? O meu se deixar quer levar todo dia pão com nutella….tento diversificar bem e sempre mando fruta e suco.  Pelo menos é mais balanceada a refeição. 

Lembrei dessa receita que tenho há …centos anos, desde que assinava a Revista Capricho, pois é, na minha adolescência eu assinei a revista e adorava! Ficava louca esperando o dia que ela chegaria em casa!

Enquanto estão mornos o chocolate de dentro fica mole quando a gente morde…olha a foto!  Bela, esses são para você! Beijos!!!!

Mas enfim, essa receita é ótima e fácil de fazer, são perfeitos para a a Bela, que ama chocolate.  Dei uma leve adaptada e transcrevo como faço:

Cookies de chocolate

2 ovos (temperatura ambiente)

1 colher (café) de bicarbonato de sódio

100g de chocolate meio amargo picado não muito pequeno

16/17 colheres (sopa) de trigo

3 colheres (sopa) de manteiga em temperatura ambiente

4 colheres (sopa) de açúcar mascavo

4 1/2 colheres (sopa) de açúcar branco

*Opcional: 1/2 colher de (café) de baunilha; 1 colher (sopa) de nozes, avelãs, pecans, macadâmias…qualquer tipo de nozes; 1 colher (sopa) de uva passa sem semente…use sua imaginação!

Cookies de chocolate (2)

Coloque todos os ingredientes num bowl e misture bem, com as mãos ou colher de pau. A massa deve ficar uniforme mas ainda conter os pedacinhos de chocolate.

Faça bolinhas do tamanho de um brigadeiro médio** e leve ao forno pré-aquecido (180ºC) em assadeira untada ou com silpat ou com papel assa tudo, não coloque as bolinhas muito próximas. Prefiro usar o silpat ou o papel assa tudo, acho que desgruda super bem e não estraga os cookies, mas se não tiver não se desespere!

Cookies de chocolate (3)

**não sou muito perfeccionista nas bolinhas…por isso alguns saem maiores e mais gorduchos…!

Normalmente em 15/18 minutos estão bons, mas depende muito do forno. O ponto que gosto é quando o centro do cookie ainda está meio molinho, depois ele vai firmar mais, eles continuam assando mesmo fora do forno.

Cookies de chocolate (6)

Retire do forno, dê uns minutinhos para esfriarem e coloque para terminar de esfriar numa grade. Ou então improvise, como eu. Minha grade é pequena para os 25 cookies que consegui, não me fiz de rogada, virei a cesta da minha “seca salada” e pronto, funcionou muito bem!

Guarde em recipiente fechado.

Torta de amora

28 set

DSC05206

Dois quilos de amora colhidos no condomínio onde moram meus pais…que dúvida, o que fazer com elas????

Dividimos, minha mãe fez calda para manjar  ou sorvete e geléia, eu fiz torta e geléia.  E ainda tem mais para colhermos! Hummmmmmmm!

DSC05205

A amora brasileira, chamda MORUS CELTIDIFOLIA, mais doce do que a amora preta ou blackberry, que também é muito apreciada por aqui, é velha conhecida nossa.  Quando moramos na praia sempre íamos colher as frutas que acabavam estragando nos pés ou caindo no chão por falta de alguém para apanhar. Na fazenda dos meus avós as amoreiras eram super frondosas e generosas e agora demos a sorte de ter as frutas onde meus pais moram.  Já estou planejando outra visita…

Esta torta não poderia ter ficado mais especial, na hora em que minha mãe disse que as amoras já estavam maduras pensei imediatamente nela, a massa veio daqui e o recheio adaptado do livro “O homem que comeu de tudo”.

Fiz numa torteira quadrada de louça, pois ainda não achei uma forma de torta que sai o fundo do diâmetro que desejo, então não desenformei, mas ficou divina, já que o recheio fica firme.

DSC05197

Torta de Amora

Para a massa:

1 e 1/4 xícaras de farinha de trigo;

1 colher de chá de sal;

1 colher de chá de açúcar;

120g de manteiga gelada em pedacinhos;

3 colheres de sopa de água gelada (usei só 1)

Preparo da base:

Misture farinha, sal e açúcar. Adicione a manteiga e amasse com a ponta dos dedos até formar uma farofa. Adicione as colheradas de água aos poucos, amassando o suficiente para formar uma bola homogênea. Forre o fundo e as laterais de uma forma de 22cm de diâmetro*, deixando uma borda de 2cm. Aperte a borda com os dedos para formar o acabamento. Reserve na geladeira.

*Usei uma forma quadrada, deu certinho a quantidade da massa.

Açúcar cristal, para polvilhar.

Para o recheio:

4 copos de amora

1 1/2 xícaras de açúcar

2 colheres (sopa) amido de milho

1/2 colher (chá) de sal

2 colheres (sopa) suco de limão

Misture tudo (o limão somente na hora de rechear a torta) e recheie a torta ainda crua. Cubra a torta com o outro pedaço da massa. Use um garfo para fixar bem as partes da massa.  Faça alguns cortes na cobertura para o vapor sair ou como eu, use cortadores de cookies pequenos para fazer desenhos.

Polvilhe açúcar cristal e leve ao forno médio até dourar.

Espere a torta amornar para cortar.

Dilly Onion Amish Bread / Pão Amish de Cebola e Dill – Bread Baking Day #43: Onion Breads

29 ago

DSC05016

Please, scroll down for English

Mais um Bread Baking Day e desta vez consegui fazer o pão para participar! Esse é o número 43, dá para imaginar tantas possibilidades e tantas pessoas se entusiasmando para fazer pães e dividir com os outros? Pois é, é assim que funciona! Escolhe-se um tema e um  (a) blogueiro (a ) fica encarregado de difundir a escolha e depois que o dia passar e as receitas forem postadas mundo afora, catalogar e fazer um apanhado de tudo!  Adoro participar e ainda mais desta vez cujo tema é Pão de Cebola. A host da vez é a Judy, do Judy´s Gross Eats.

DSC05017

Assim que li qual seria o tema, lembrei-me de uma receita que queria muito fazer de um pão de cebola com dill, receita Amish do maravilhoso livro The Amish Cook´s Baking Book. Já havia feito a receita de outra vez mas tive que adaptar os ingredientes pois não havia conseguido achar tudo. Desta vez estava com tudo necessário e aí resolvi dar uma ligeira adaptada novamente…ai,ai,ai…coloquei um pouco de centeio para dar um ar mais integral ao pão! Ficou divino!

A primeira vez que fiz não tinha cebola desidratada então resolvi usar uma cebola média bem picadinha refogada no azeite e o dill também ainda não estava na minha horta…aí usei tomilho fresco. Ficou muito bom e saboroso. Olha só a foto da primeira tentativa:

DSC04632

Esses pãezinhos ficam deliciosos servidos morninhos acompanhando uma sopa ou uma boa salada!

Segue a receita adaptada:

Dilly Onion Rye Amish Bread

(12 pãezinhos ou um pão grande)

15g fermento fresco

1/4 xícara de água morna

2 colheres (sopa) de flocos de cebola desidratados

1 colher (sopa) de manteiga (temperatura ambiente)

1 colher (chá) sal

1 xícara  de queijo cotagge (usei ricota feita em casa)

1/4 colher (chá) de bicarbonato de sódio

1 colher (sopa) de semente de dill ou de dill fresco picadinho

1 ovo grande

2  xícaras de trigo

1/2 xícara de centeio

Método manual

Dissolva o fermento na água morna numa tigela grande.  Adicione o açúcar, flocos de cebola, manteiga, sal, ricota, dill, bicarbonato e o ovo.  Aos poucos vá juntando o trigo e o centeio misturados, misturando bem após cada adição.  Após colocar toda a farinha, com ela já incorporada, sove a massa para deixá-la macia e homogênea.  Cubra com um pano de prato limpo e seco e deixe crescer num local morno sem corrente de ar por uma hora.

Após crescer, divida a massa em doze bolinhas ou forme um pão.  Unte uma forma com manteiga para a massa crescer novamente, coberta com um pano de prato limpo e seco, por meia hora a 45 minutos.

Pré-aqueça o forno a 177ºC  e asse até que estejam dourados e saia um som oco quando bater com os nós dos dedos na parte de baixo dos pães. Se quiser pincele manteiga sobre os pães.  Coloque numa grade para esfriar. Podem ser congelados em sacos bem fechados.

MPF

Unte a cuba da MPF com manteiga e coloque a água morna, o fermento, açúcar, manteiga, ricota, bicarbonato, sal, dill, ovo, trigo e centeio, por último a cebola em flocos.

Programe para o ciclo massa e deixe terminar. Geralmente dura 1 1/2h. Retire a massa da MPF e forme 12 bolinhas ou um pão. Unte uma forma com manteiga para a massa crescer novamente, coberta com um pano de prato limpo e seco, por meia hora a 45 minutos.

Pré-aqueça o forno a 177ºC e asse até que estejam dourados e saia um som oco quando bater com os nós dos dedos na parte de baixo dos pães. Se quiser pincele manteiga sobre os pães. Coloque numa grade para esfriar. Podem ser congelados em sacos bem fechados.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Another Bread Baking Day arrived and this time I managed to bake the proposed bread theme!!!! This is BBD #43, can you imagine  so many possibilities and so many people getting all excited to bake breads and share? Well, that´s how it works! One blogger is chosen by Zorra to host the BBD and take care of the afterwards also. I love to take part of it and even more this time with Onion Bread theme! This time host is Judy, from Judy´s Gross Eats.

As soon as I read the chosen theme I remembered one recipe I had baked before, from the wonderful book The Amish Cook´s Baking Book.  Last time I baked it I had to adapt the ingredients because I hadn´t find them all.  This time I had it all set and in the counter, but then I decided to make another change…added some rye to the dough, to make it healthier! It came out wonderful!

DSC05015

The first time I baked this bread I had to use fresh onion instead of dried onion flakes, so I sautéed the onion in olive oil first. I also did not have dill, so I used fresh thyme! Great idea, the bread was so tasty! This is the first attempt:

DSC04630

They are great served with soup or a good salad!

Here´s the addapted recipe:

Dilly Onion Rye Amish Bread

(12 rolls or 1 loaf)

15g fresh yeast

1/4 cup warm water

2 tablespoons sugar

2 tablespoons dried onion flakes

1 tablespoon butter, softened

1 teaspoon salt

1 cup small curd cottage cheese (I used homemade)

1 tablespoon dry dill seed or dill weed

1/4 teaspoon baking soda

1 large egg

2 cups bread flour

1/2 cup rye

 

Manual method

Dissolve the yeast in the water in a large bowl. Add the sugar, onion flakes, butter, salt, cheese, dill, baking soda and egg.  Mix well. Slowly add the flours, mixing after each addition. After all the flours are added and stirred in, knead the dough to make it soft.  Cover with a damp cloth and let it rise in a warm place free of drafts for one hour.

After one hour, divide the dough in 12 or make one loaf.  Butter a baking sheet and set the rolls or the loaf for the second rise. Using a sharp knife or a blade, make a cross in the top of the rolls. Cover with a damp cloth and let it rise for 30 to 45 minutes.

Preheat the oven to 350F.  Bake until golden brown and the bottoms sound hollow if tapped.

You can brush meltd butter on the rolls. Let them cool on a wire rack.

Bread Machine

Butter the bowl of the Bread Machine and put the water, yeast, sugar, butter, cheese, salt, dill, egg, flours, baking soda and the dried onion.

Use the dough cicle, normally it takes 1 1/2 hour.

Take the dough out after the cicle has ended and shape 12 rolls or 1 loaf.

Using a sharp knife or a blade, make a cross in the top of the rolls. Cover with a damp cloth and let it rise for 30 to 45 minutes.

Preheat the oven to 350F. Bake until golden brown and the bottoms sound hollow if tapped.

You can brush meltd butter on the rolls. Let them cool on a wire rack.

Bisnaguinhas de casa

17 ago

DSC04864

No nosso novo endereço não há lanchonetes fast food, principalmente aquela do palhaço…que as crianças (e adultos!rsrsrs) adoram! E como não seria diferente, meu pequeno sente falta do passeio e do lanche. Pediu para a mamãe fazer hamburguer. Logo fui procurar uma receita de pão de hamburguer para satisfazer a vontade gastronômica do menino. Resolvi também fazer os hamburgueres, wth…só misturar a carne moída com temperos (usei cebola desidratada, orégano, sal, pimenta do reino e cheiro verde) e voilá.  Nem apareceu a carne na foto…

Achei essa receita da Akemi, do Pecado da Gula, e asseguro que é uma delícia! Além dos pães ficarem muito parecidos com os pães de hamburguer comprados, são mais saborosos e saudáveis. Fiz uma noite fast food em casa, com direito a batata “frita-assada no forno” e a felicidade foi geral, pai e filho se esbaldaram! Aprovadíssimo!  Ela chama de bisnaguinhas, mas dei a forma de pães de hamburguer.

Segue a receita como no blog Pecado da Gula, eu fiz na MPF e deu super certo!

Bisnaguinhas

Levedo:
100g de farinha de trigo
11g de fermento seco para pão
110ml de água morna

Massa:
100ml de leite morno
50g de açúcar* (reduzi pois não queria pão mais adocicado, o original pede 100g)
100g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
1 ovo jumbo
1 colher (chá) de sal
400g de farinha de trigo

Misture os ingredientes do levedo numa vasilha. Fica uma massa bem grossa mesmo. Cubra com filme plástico e deixe descansar até triplicar de volume (cerca de 25 minutos).
Numa batedeira com gancho para massas pesadas, coloque o levedo, o leite, o açúcar, manteiga, ovo e sal. Bata em velocidade baixa até ficar bem misturado. Junte a farinha de trigo aos poucos em velocidade baixa. Pode colocar tudo. Demora um pouco até que ela seja toda incorporada.
Quando isso acontecer, aumente para velocidade média e bata 10 minutos. Tem que ficar uma massa elástica, como um chiclete. Não adicione mais farinha de trigo, é a quantidade exata.
Numa assadeira grande untada e enfarinhada. pingue porções da massa com colher de sobremesa. Deixe um espaço entre uma bolota e outra ou senão, modele nas mãos.  A Akemi fez bolinhas de 80g, conseguiu 12 unidades. Eu fiz de 50g, rendeu um pouco mais, mas esqueci de contar…

Cubra a assadeira com filme plástico e deixe fermentar até que tripliquem de tamanho e fiquem todas juntinhas.
Pincele levemente com ovo batido e leve para assar em forno pré-aquecido a 180˚C por 15 a 20 minutos ou até que fiquem bem corados.

Na MPF: faça o levedo misturando os ingredientes numa vasilha. Fica uma massa bem grossa mesmo. Cubra com filme plástico e deixe descansar até triplicar de volume (cerca de 25 minutos).  Unte a cuba da MPF com óleo e  progurame para ciclo Massa. Coloque o leite, o levedo, açúcar, manteiga, ovo e sal.  Deixe misturar.  Junte o trigo aos poucos e deixe  que o ciclo siga até o final.  Retire a massa da MPF.

Numa assadeira untada e enfarinhada ou com silicon mat coloque pequenas porções da massa modeladas em bolinhas de 50g aproximadamente.  

Cubra com um pano de prato limpo e deixe triplicar de tamanho. Pincele levemente com ovo batido e leve para assar em forno pré-aquecido a 180˚C por 15 a 20 minutos ou até que fiquem bem corados.  Eu coloquei gergelim sobre os pãezinhos para ficar com cara de pão de hamburguer!

Cheesy garlic bread e o 4º aniversário do BBD / Cheesy garlic bread and the 4th anniversary of BBD–edition 41

1 jul

 

DSC04631

Please, scroll down for English recipe

Tudo bem, três meses sem dar as caras e agora dois posts num só dia? Não poderia deixar de participar do 4º aniversário do Bread Baking Day, é um evento muito especial e sempre aprendo muito com as receitas e comentários dos participantes, além de conhecer muita gente talentosa mundo afora! Hoje é o último dia para enviar postagens e desta vez o host é o blog My discovery of bread.

Esse pãozinho veio a calhar num jantar em casa, fiz sopa de lentilha e queria um acompanhamento. Estava frio e esse pãozinho com manteiga foi perfeito!

A receita é adaptada daqui (adaptada mesmo!)  e com certeza farei novamente! Eles ficaram lindinhos e muito saborosos! Vale a pena!

Então, como o tema do mês do BBD é Pão com ervas, segue a receita!

Cheesy garlic bread

500g trigo

1 1/2 colher (chá) de fermento fresco

1 colher (chá) de sal

4 dentes de alho amassados

25g manteiga amolecida

100g queijo parmesão ralado

1 colher sopa de tomilho fresco (ou 1 colher chá de tomilho seco)

1 colher (chá) mel

1 colher (chá) de açúcar

1 ovo inteiro

1/2 xícara de iogurte natural

200ml água morna

MPF: Coloque no bowl da MPF os ingredientes nessa ordem: água morna, iogurte, fermento fresco, manteiga, ovo, sal, açúcar, mel, alho, parmesão, tomilho e o trigo (pode ser que precise de um pouco mais de trigo).  Ciclo massa até o final. Retire a massa da MPF e faça bolinhas de aproximadamente 50g,  faça uma cruz com uma gilete e leve para crescer em forma untada com manteiga por aproximadamente 1 hora. Asse em forno pré-aquecido até que esteja dourado e ao bater na parte de baixo do pão saia um som oco.  Deixe esfriarem numa grade.

Tradicional:

Coloque o trigo, fermento e sal numa grande tigela. Misture  a água morna (temperatura que sua mão aguente) com o mel e a manteiga, jogue sobre os ingredientes secos e mexa até que fique uma massa homogênea.  Adicione o ovo, alho, tomilho, queijo e o iogurte.

Coloque a massa numa superfície enfarinhada e sove por aproximadamente 5 minutos até que a massa não esteja mais grudenta.  Pode ser que precise de mais trigo.

Coloque numa tigela, cubra a massa com um plástico filme e deixe crescer por 1 hora em local seco e quente.

Retire o plástico filme, faça pequenas bolas de 50g mais ou menos e faça uma cruz com uma gilete.  Deixe crescer novamente em uma forma untada até que dobrem de volume.  Asse em forno pré-aquecido até que esteja dourado e ao bater na parte de baixo do pão saia um som oco. Deixe esfriarem numa grade.

xxxxxxxxxx

I haven´t participate for a while in BBD, not that I didn´t want too, but I was too busy taking care of my little baby (she just turned 3 months yesterday). Today I found out about the 4th anniversary and couldn´t let it pass! So here is my contribution! From Brazil to the world!

Cheese garlic bread

  • 500g white bread flour
  • 7g sachet/1.5 tsp fast-action yeast
  • 1 tsp salt
  • 1 tsp sugar
  • 1 tbsp clear honey
  • 4 garlic cloves , crushed
  • 25g soft butter
  • 100g parmesan cheese, grated
  • handful thyme leaves
  • 1 whole egg
  • 1/2 cup iogurt
  • 200ml hand-hot water

Bread Machine:  in the bread machine bowl put the ingredients in this order:water, iogurt, yeast, butter, egg, salt, sugar, honey, garlic, parmesan, thyme and flour.  Set in the dough cicle. After its done, take out the dough and roll into 50g balls,with a rasor make criss-cross in top of the balls. Let it rise in buttered cookie sheet for about one hour.   Bake in a pre heated oven until golden brown or until a hollow sound comes out when you knock the base of the bread.

Old method:

Measure the flour, yeast and salt into a large bowl. Mix 200ml hand-hot water with the honey and butter  in a jug, then pour into the dry mix, stirring all the time to make a soft dough. Add the egg, garlic, thyme and the iogurt.

Turn the dough out onto a lightly floured surface, then knead for 5 mins until the dough no longer feels sticky, sprinkling with a little more flour as you need it.

Cover the dough bowl with lightly oiled cling film, then leave in a warm place to rise for 1 hour.

Remove the cling film, make small balls (about 50g) and with a rasor make criss-cross in top of the balls. Let it rise in buttered cookie sheet until doubled. Bake in a pre heated oven until golden brown or until a hollow sound comes out when you knock the base of the bread.

(adapted from here)