Arquivo | Sorvetes RSS feed for this section

Gelado de maçã ácida com noz pecã e canela

23 mar

mar10 016

Fiquei pensando num nome diferente e mais atrativo para este gelado que surgiu na minha cozinha…rebuscado? Cheio de fru-fru? Em inglês? Resolvi que nenhum outro seria mais simples e brasileiro do que este: Gelado de maçã ácida com noz pecã e canela.

Esta receita nasceu da minha curiosidade de tomar sorvete de maçã aliada a várias maçãs cascudas trazidas pelos meus pais lá de São Joaquim.  São maçãs de quintal, nascidas em árvores muito antigas que estão se perdendo, já que não têm valor comercial e não há quem faça o plantio de novas mudas.  Achamos uma pena enorme que estas deliciosas maçãs ácidas se percam, são matéria prima para compotas, schimias, doces de corte e recheios de tortas.  Estas são de vizinhos dos meus pais e para consumo cru acho que são um pouco ácidas.  Há quem goste, como meu pai… 

mar10 032

Não achei material sobre as maçãs cascudas, mas há esta foto  lá no início do post para mostrar para vocês.  Ainda não testei com a maçã Granny Smith, aquela verdinha, mas como também é ácida creio que funcione tão bem quanto à cascuda.

A receita do Gelado de maçã ácida com noz pecã e canela:

(xícara medidora 200ml)

3 maçãs grandes ácidas (sem casca e sementes) picadas em cubinhos

3/4 xícara de água filtrada

1 xícara de açúcar mascavo

canela em pó (à gosto)

1 iogurte natural

1/2 lata de creme de leite

4 colheres (sopa) de açúcar cristal

1/2 xícara de noz pecã em pedacinhos

Numa panela coloque a água, o açúcar mascavo, um pouco de canela em pó e as maçãs em cubinhos.  Deixe cozinhar até que engrosse um pouco a calda e as maçãs estejam macias.  Reserve até esfriar. 

Bata no liquidificador a calda de maçãs com o iogurte, o creme de leite, o açúcar cristal e um pouco mais de canela em pó.  Leve à geladeira por 2 horas.

Coloque na sorveteira e um pouco antes de dar o ponto do sorvete coloque 1/2 xícara de noz pecã em pedacinhos.  Leve para o freezer em recipiente próprio para sorvete até servir. Você vai se surpreender com o sabor que tem esse sorvete, parece recheio de torta de maçã!

Sorvete de flocos divino!

4 mar

mar10 004

Há tempos havia um pacotinho de favas de baunilha na minha despensa, presente da minha mana que mora na França.  Matutei muito e não conseguia me decidir em qual receita usar, já que eram especiais e queria que fosse algo muito bom.   Daí meu pequeno resolveu experimentar um sorvete de flocos (industrializado), ele que só toma de chocolate, e me pediu depois de gostar muito do novo sabor, que fizesse em casa.

Pedido feito por filho é ordem para mãe…e estava resolvido que a baunilha seria para fazer o sorvete do pequeno.  Afinal ele gostou tanto do sabor diferente, até que enfim algo sem ser chocolate, que me organizei e fui fazer o gelado.

A receita achei no blog Technicolor Kitchen, da Pat Scarpin, uma bíblia de delícias e fotos super gourmets.  As receitas dela são sucesso garantido e os elogios para este sorvete do David Lebovitz, outro super entendido no assunto, me empolgaram!

A receita é uma maravilha mesmo, servi como sobremesa num jantar de família e adoraram!!! O marido repetiu e só não tomou mais porque acabou…

Ah, meu pequeno…bem, ele achou o gosto muito diferente do sorvete de flocos que tinha tomado e disse que era forte…acho que como os ovos eram caipiras o sorvete ficou com um sabor muito intenso… Mas ainda faço outra receita mais light, do jeito americano (sem ovos) e tenho certeza de que ele vai gostar!

A receita como no blog da Pat com algumas observações em itálico minhas:

Sorvete de flocos
– xícara medidora de 240ml
1 xícara (240ml) de leite integral
¾ xícara (150g) de açúcar
2 xícaras (480ml) de creme de leite fresco, uso dividido (usei de lata mesmo)
1 fava de baunilha
6 gemas grandes (usei 5)
¾ colher (chá) de extrato de baunilha (não coloquei)
140g de chocolate amargo, com menos de 60% de cacau, bem picadinho (usei 70% e achei perfeito)

Misture o leite, o açúcar e 1 xícara (240ml) do creme de leite numa panela de fundo grosso com capacidade para 1-2 litros. Com a ponta de uma faca, abra a fava de baunilha, raspe as sementinhas e adicione-as à panela. Junte a fava também e leve a mistura ao fogo, mexendo para dissolver o açúcar, até começar a ferver. Retire do fogo, tampe e reserve por 30 minutos. (Deixei a infusão na geladeira a noite toda)
Reaqueça a mistura, mexendo, até ficar bem quente. Numa tigela média, bata as gemas com um fuê e em seguida acrescente metade do creme quente, em fio, misturando com o fuê continuadamente. Despeje a mistura de ovos na panela e volte-a ao fogo médio-baixo, mexendo sempre com uma colher de pau, até obter uma espécie de mingau – a temperatura do creme deve ser de 76 a 79ºC e ele deve cobrir as costas da colher de pau. Não deixe ferver.
Coe a mistura numa peneira fina direto para uma tigela de metal. Junte o extrato de baunilha e a xícara de creme de leite fresco restante, misture, e coloque também a fava de baunilha. Leve à geladeira sem cobrir até esfriar, cubra em seguida e refrigere por no mínimo 6 horas. Retire a fava de baunilha e leve a mistura à sua sorveteira, seguindo as instruções do fabricante.
Enquanto isso, derreta o chocolate em banho-maria, mexendo constantemente, e então o transfira para uma xícara medidora de vidro. Quando o sorvete terminar de gelar, despeje o chocolate em fio, diretamente para dentro da sorveteira e deixe a máquina funcionar por mais 30 segundos – o chocolate vai endurecer, formando os flocos. Transfira o sorvete para um pote hermético e deixe no freezer até firmar, pelo menos 4 horas.
Rend.: cerca de 950ml

Obs do Mangia: a parte de derramar o chocolate derretido me deixou um tanto nervosa…não é tão líquido assim e achei que o chocolate iria virar uma bolota…mas no final deu certo!

Gelado de Framboesa carnavalesco

12 fev

fev10 004

Sempre amei Carnaval, os preparativos para as viagens, arrumação da fantasia, o pré-baile (adoro Carnaval de clube!), era uma delícia vivenciar os dias que antecediam tanto quanto o feriado em si.   Morei quase a vida toda numa praia capixaba maravilhosa onde o legal era bolar a fantasia de papel crepon para usar no banho de mar. Depois de dar algumas voltas desfilando nas ruas com a batucada, todos se refrescam na praia! Tem coisa melhor?

Este ano nem parece que amanhã já começa a folia, ou melhor, em muitos locais já está acontecendo… Simplesmente não entrei no clima ainda…não ouvi samba-enredo… vai entender…o clima está outro por aqui.

Vamos fugir da selva de pedra e ir descansar um pouco, recarregar as baterias com a família.  Não estou chateada ou nada do gênero, apenas ainda não caiu a ficha de que o bloco está ali na esquina.

Peraí, acho que começo a ouvir os apitos e batuques…olha só, estão chegando! 

Vou levar o pequeno para a matinê e sambar com ele! Espero que vocês tenham dias maravilhosos, relax para quem está querendo paz e folia para aqueles com espírito carnavalesco.  Sabedoria e muito amor! Até semana que vem! Beijos!

Ah, deixo esta receita divina de Gelado de Framboesa.  Que esse colorido enfeite seu Carnaval!!!  As framboesas são do quintal dos meus pais! Doces e lindas!

Gelado de Framboesa

No liquidificador bata 2 1/2 xícaras de framboesas congeladas, 1 xícara de creme de leite, 1 1/2 xícara de iogurte natural, 6 colheres (sopa) de açúcar (ou à gosto) e 1/5 de xícara de Vodka.  

Leve à sorveteira por 25 minutos e ao freezer por mais uma hora se quiser mais cremoso.  Maravilhoso!!!!

Gelado de Damasco

22 jan

Gelado de Damasco

Criança de férias em casa é complicado…e o tempo não tem ajudado muito…quanta água!!! Ainda bem que o calor não foi embora, eu adoro verão e pelo menos os dias têm estado secos…mesmo quando não há aquele sol brilhando.

E calor pede comidas refrescantes, não? Saladas, lanches leves e sorvete!!! Hummmmmmmmmm! Mal acabo de colocar um sorvete no freezer para endurecer e já fico imaginando qual será o próximo sabor que farei…! Mas fazer o que? O marido é fã número 1, todo dia de sobremesa do jantar ele me pergunta se ainda tem…é o único doce que está rolando em casa ultimamente…além das frutas frescas…

Descobri um pote de damascos quando vencidos na gaveta das frutas secas e afins da minha geladeira…sobras das festas de final de ano…e imaginei que seria interessante fazer um sorvete…não deu outra! Ficou tão suave e saboroso! Uma receita para anotar e fazer outras vezes!  O damasco desidratado potencializa o doce da fruta e não usei quase nada de açúcar.

Vamos lá:

Gelado de Damasco

300g de damascos desidratados

200g iogurte natural

100g leite integral

3/4 lata de creme de leite (com soro)

4 colheres (sopa) de açúcar

Bata tudo no liquidificador e leve para gelar por pelo menos 1 hora.  Coloque na sorveteira e após 25/30 minutos o sorvete estará pronto.  Leve ao freezer para endurecer por mais uma hora e sirva.  Fica uma delícia! O damasco fica em pedacinhos bem pequenos e presentes no sorvete!

Gelado de Maracujá e Chocolate Branco

14 jan

jan10 004

Um dos doces que mais me lembro de ter feito na adolescência é Mousse de Maracujá.  Como morávamos na praia e o calor era presente o ano todo, esta sobremesa além de ser super fácil de fazer e suprir direitinho a cota de açúcar desejada, também é muito refrescante e bonita!  Sempre que queria impressionar escolhia esta mousse!

No Reveillon uma das sobremesas era a mousse de maracujá, mas não feita por mim…daí me veio a idéia de fazer um sorvete tipo mousse e o chocolate branco estava precisando ser usado rapidamente…o casamento ficou perfeito! Eu prefiro a mousse de maracujá puxando para o azedinho e as raspas de chocolate branco deram o tchan que faltava! Se não tiver sorveteira ou não quiser fazer o sorvete, faça a mousse e adicione o chocolate branco picado…divino! 

Gelado de Maracujá e Chocolate Branco

No liquidificador: 400ml de creme de leite gelado (com soro), 400ml de suco concentrado de maracujá gelado (usei de garrafa), 8 colheres de (sopa) bem cheias de açúcar ou 3/4 lata de leite condensado.  Bata bem por uns 3 minutos.  Leve a geladeira por uma hora.

Após ter gelado a mistura, bata na sorveteira por 25/30 minutos.  Quando o sorvete estiver quase pronto acrescente 4 colheres (sopa) de chocolate branco ralado.  Coloque num recipiente próprio para sorvete e leve para o freezer por uma hora.

Gelado de figo

16 dez

gelado de figo

Este gelado estava na lista para fazer há tempos, mas não achava figos bonitos nem baratos…nada como esperar a época certa…é a temporada deles! Até março as frutas estarão mais bonitas, mais doces e, espera-se,  menos caras…

Ficou divino!!! Os figos estavam lindos, roxos, enormes e doces!
Vamos fazer?

Gelado de figo

No liquidificador coloque a polpa de 8 figos grandes ou 10 pequenos, junte 1/2 lata de creme de leite gelado, um copo de 200ml de iogurte natural e 7 colheres (sopa) de açúcar granulado.  Bata bem.  Leve para gelar por 1 hora.

Bem gelado coloque na sorveteira e deixe bater por aproximadamente 25 a 30 minutos.  Caso queira uma consistência mais firme leve ao freezer num recipiente próprio por uma hora antes de servir.

Só isso!!!  Hummmmmm!!!

Sorvete de manga com pralinê de amêndoas e casquinha de laranja cristalizada

2 dez

Sorvete de manga com pralinê de amêndoas e laranja cristalizada blog

Aproveitei que as mangas estão em alta temporada, preços bons e os frutos em todo seu esplendor.  Comprei três tipos diferentes na empolgação: Tommy, Espada e Palmer. E o que fazer com tanta manga? Sorvete!!!!

Com esse calor nada melhor para refrescar…mas desta vez resolvi dar um up na receita e fiz um pralinê com amêndoas laminadas e casquinhas de laranja cristalizada. Ficou uma loucura de tão bom! O pralinê rendeu bem, coloquei um pouco no sorvete e na hora de servir também polvilhei em cima. Ainda sobrou e já separei algumas receitas para usar….

Pralinê de amêndoas com laranja cristalizada blog

O legal deste pralinê é que não fica enjoativo, como vai suco de limão e a casquinha da laranja fica um sabor muito especial!

Sorvete de manga com pralinê de amêndoas e casquinha de laranja cristalizada

Para o sorvete: no liquidificador bata a polpa de uma manga tommy, uma manga espada e uma manga palmer com uma lata de creme de leite e 6 colheres (sopa) de açúcar.  Coe para retirar os fiapinhos das mangas.  Leve para a geladeira por uma hora e depois coloque na sorveteira.  Quando perceber que o sorvete está quase no ponto acrescente 3 colheres (sopa) bem cheias do pralinê e deixe acabar o processo. Leve ao freezer num recipiente próprio para sorvete por mais ou menos 1 hora para firmar.

Casquinha de laranja cristalizada: usei a casca cortada em tirinhas de 8 tangerinas, sem a parte branca e escaldei em água fervente duas vezes.  Fiz uma calda com 1 1/2 copo de água para 3 de açúcar e deixei as tirinhas por uns 15/20 minutos em fogo baixo.  Tirei com uma escumadeira e deixei escorrer numa peneira.  Coloquei as tirinhas para secar numa assadeira forrada com papel vegetal e guardei a calda para usar em outras receitas. Guarde as tirinhas já secas num vidro esterilizado.

Pralinê: numa panela no fogo baixo coloque 160g de açúcar e 130ml de água filtrada.  Mexa bem para que derreta o açúcar.  Junte o suco coado de um limão e deixe no fogo até que a calda fique com a cor de caramelo claro.  Incorpore 3/4 xícara de amêndoas laminadas e 1/3 xícara das casquinhas de laranja cristalizada em pedacinhos e despeje imediatamente numa assadeira forrada com papel vegetal.  Espalhe bem para que fique uma camada fina. Deixe esfriar, irá endurecer. Quebre com um cutelo ou faca em pedaços pequenos e se desejar leve ao processador para que fique uma farinha grossa. Guarde num vidro. (receita do pralinê adaptada do livro “A Grande Cozinha: Sorvetes e Sorbets”, da Abril Coleções)