Arquivo | outubro, 2012

Blackberry ricotta cake

29 out

DSC07090

É estação das amoras pretas e com tantas frutas amadurecendo na casa da minha mãe (maravilha de terra!) ficamos pensando em receitas para usá-las. Muitas estão congeladas para quando a estação das amoras acabar, mas prefiro usá-las nas receitas enquanto estão recém-colhidas!  Fizemos jarras e jarras de suco, as crianças adoram, e até vitamina com iogurte natural fiz para minha pequena! Delícia total!

Tinha ricota feita em casa dando sopa na geladeira, daí pensei por que não experimentar este bolo?  A ricota deixa a massa com uma textura diferente, não é um bolo fofo, e sim denso. Isso não significa que é pesado, mas definitivamente é muito saboroso.

Na próxima vez acrescentarei mais amoras, talvez duas xícaras ou duas e meia sejam o ideal.  Como usei uma forma de torta de 25cm as amoras ficaram meio perdidas na massa…na foto do blog de onde veio a receita parece que contém mais fruta. Também devo dizer que mudei a fruta, eram mirtillos e usei amoras, já que era o que tínhamos.

Fiz uma calda de amoras com açúcar para comer com o bolo…boa pedida!

DSC07093

Blackberry ricotta cake

(adaptado de Eatgood4life)

xícara 240ml

1 1/2 xícara de trigo
1 colher (chá) de fermento para bolo
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
3/4 xícara de açúcar + 2 colheres (sopa)
1 xícara de ricota
2 ovos
1/4 xícara de leite (usei o soro da ricota)
suco de dois limões
1 1/2 xícara de amoras pretas frescas (use 2 1/2 xícaras)
Pré-aqueça o forno a 175ºC.  Unte e enfarinhe uma forma de torta e reserve. Usei papel manteiga no fundo da torteira além de untar e enfarinhar.

Num bowl misture com um fuet os ovos, açúcar, leite, suco de limão e a ricota.  Acrescente o trigo, fermento e o bicarbonato.  Em outro bowl cubra as amoras com 1 colher (sopa) de trigo para que não afundem na massa.  Despeje a massa na forma e coloque as amoras sobre a massa de forma que fiquem espalhadas.
Asse por 55-60 minutos ou até que passe no teste do palito. Deixe esfriar por 30 minutos antes de desenformar.

Calda de amora:  leve ao fogo numa panela média 3 xícaras de amoras frescas e 1 1/2 xícaras de açúcar.  Fogo baixo. Mexa sempre até que o açúcar comece a derreter e formar uma calda com as amoras. Use uma colher para desfazer as frutas e soltar o caldo.  Deixe apurar um pouco e desligue. Guarde na geladeira e sirva sobre o bolo.

Anúncios

Mile high biscuits…nem tão altos mas muito saborosos!

23 out

DSC07078

O esforço está valendo a pena, tenho conseguido fotografar algumas coisas que saem do forno e aos poucos vou postando aqui…às vezes não dá tempo de pegar a máquina, e fico com pena de não ter clicado um prato ou pão que ficou tão especial, mas isso é a vida de uma mãe de uma princesinha de 1 ano e quase 7 meses descobrindo armários, gavetas e já conseguindo ver em cima da mesa e pensando o que vai puxar dali…

Depois de ter experimentado os drop biscuits, receita da Cris, deliciosos e inspiradores, resolvi que faria os biscuits para comer como pãezinhos e não sobre uma torta ou ensopado.

Demorei mas fiz e ficaram muito, muito bons! O sabor da manteiga dá um toque muito especial e eles renderam bem, consegui 15 unidades usando um cortador de 6cm de diâmetro. Talvez eu tenha amassado um pouquinho mais do que o necessário na hora de abrir a massa, então não ficaram tão altos como a receita descreve, mas com certeza aparecerão muitas vezes em casa! Adorei!

Esses “pãezinhos” são muito comuns na culinária americana, seja para acompanharem uma sopa ou um cozido, aparecem mais como um side dish. Com uma tigela de Chili ou no café da manhã, não importa como resolver experimentá-los, eu adoro e tenho certeza de que você vai virar fã! Sempre me lembrava de comê-los na época de intercâmbio nos Estados Unidos, e ficava triste pois lá muitas pessoas compram no supermercado a massa já pronta para assar. Agora com essa receita bem simples e fácil de fazer não há mais porque sentir saudades!

Aparentemente a receita é de um restaurante muito famoso por sua boa comida, o Ruth Diner, em Utah, Estados Unidos. Não conheço o local, mas o resultado é muito bom mesmo!

Duraram 3 dias…num pote hermético. Tive que me segurar para não exagerar…ficam deliciosos no jantar, lanche e café da manhã! Como mini sanduíches, humm! Com peito de peru, queijo branco ou com geléia…! As crianças vão adorar levar de lanche na escola! Vale a pena experimentar! Só não me culpe depois se não conseguir para de comer!

DSC07076

Ruth´s Diner Mile High Biscuits

(receita daqui)

3 xíc. trigo
1 1/2 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
1 1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
110g manteiga gelada
3/4 xícara de buttermilk
(3/4 xíc. leite + 2 colheres (sopa) de suco limão, misture e aguarde 5 minutos para usar)
1 ovo
1/4 xíc. água
(não precisei usar)

Pré-aqueça o forno a 220ºC.  Misture o trigo, sal, açúcar, bicarbonato de sódio e a manteiga gelada até que pareça migalhas. Pode-se usar duas facas ou um pastry dough cutter . Junte o buttermilk, ovo e, se necessário, a água para dar liga. O segredo é não mexer muito, só até que esteja  misturada a massa.

Numa superfície enfarinhada coloque a massa e abra numa espessura de 2,5cm.  Usando um cortador de biscoito ou um copo de 5cm corte a massa em discos.  Leve para assar numa forma untada com manteiga  por  12-15 minutos ou até dourar. Rende 12-15 biscuits, dependendo da espessura que a massa foi aberta.

Dicas para fazer biscuits maravilhosos (também fazem parte da receita):
*Somente misture a massa com as mãos, não use batedeira ou algo do gênero.  A massa ficará muito dura e seca. O segredo é não misturar demais. O melhor é usar um pastry cutter ou duas facas e ir cortando a massa aos poucos. Demora um pouco mais mas tenha certeza de que o biscuit será perfeito! Fique feliz se tiver pedacinhos de manteiga na sua massa…isso é que garante a massa leve e com textura.
*Deixe seu biscuit alto.  O melhor é que o biscuit seja alto e grosso e não com massa fina e dura. O biscuit mais alto fica mais macio. Abra a massa com a espessura de 2,5 a 3cm. O tempo de forno dependerá da espessura da massa.

English muffins para recomeçar

17 out

DSC07052

Nem sei por onde começar, ou melhor, recomeçar…

Há meses não aparece nada novo por aqui, eu simplesmente fui deixando o dia a dia tomar conta e a falta de tempo literalmente me engoliu.  Ou melhor, um projeto muito importante preencheu todo o tempo que eu tinha extra, minha pequena princesa.

Ela ainda precisa de vigilância constante, faltando pouco para fazer dois anos está mais ativa do que nunca, mexe em tudo o que vê (tão diferente do irmão mais velho!) e quer subir em tudo, já aprendeu a subir no sofá e na cama do irmão.  E eu não posso discuidar, nem uma piscadinha…fecho as portas e tento deixá-la comigo na cozinha…por alguns minutos ela se distrai com algo mas de repente percebe que suas fronteiras estão fechadas e aí já viu, fica completamente agoniada e quer de todo o jeito ir para outros destinos… e dá-lhe soco na porta…

As descobertas dela me fascinam, os pequenos sons que começa a reproduzir, ainda não ouvi me chamar de mamãe, mas já está ensaiando algumas coisas, os olhares quando reconhece algo ou escuta uma música que gosta.

Não deixei de cozinhar, afinal temos que comer, mas não deu para trazer nada para cá.

Agora vou aos poucos, bem devagarinho, postar uma ou outra receita. Esse pão era para ter sido postado ontem, mas não deu…foi faxineira em casa, supermercado, a correria do dia a dia e depois o aniversário de uma amiga querida, não dei conta de sentar no computador às onze e tanto da noite.

A Zorra, do lindíssimo blog http://kochtopf.twoday.net, chamou a todos os amantes de pão para postar ontem, dia 16 de outubro, em comemoração ao  7º World Bread Day e esta receita estava destinada a esse propósito.

Mas tudo bem, hoje consegui escrever um pouco. E assim vou, sem pressão, sem cobranças, going with the flow…

Com relação aos pãezinhos…que são o que interessa, esta receita é nova, primeira vez que a faço, e confesso que esperava pães mais macios. Não são duros, é que a massa estava tão linda e fofinha. Mas o sabor é delicioso e torradinhos ficam dos deuses! Eu não tenho uma frigideira de ferro nem grelha de ferro, então virei uma panela de ferro e lá fiz os English Muffins!

                                  DSC07053

English muffins
receita do Peter Reinhart’s The Bread Baker’s Apprentice  e retirada do blog Pete Bakes

xícara = 240ml

2 1/4 xícaras trigo branco
1/2 colher (sopa) de açúcar
1/4 colher (chá) de sal
1 1/4 colher (chá) de fermento seco
1 colher (sopa) de  gordura vegetal ou manteiga (temperatura ambiente) * usei manteiga
3/4 – 1 xícara de leite (temperatura ambiente)
fubá ou flocos de milho (fino) para polvilhar

1. numa tigela grande mistura o trigo, açúcar, sal e fermento.  Junte a manteiga e 3/4 da xícara de leite.  Junte o 1/4 da xícara de leite restante se estiver muito seca a mistura.

2. Transfira a massa para uma superfície enfarinhada e sove por uns 10 minutos.  Coloque então a massa numa tigela levemente untada com óleo e cubra com filme plástico, deixe crescer por uma hora.  Divida a massa em 6 porções iguais e forme bolas.  Forre uma forma com papel vegetal ou silpat e e levemente unte com óleo e polvilhe fubá.  Não coloque as bolas muito próximas na forma, deixe um espaço para crescerem.  Cubra com filme plástico (sem apertar) e deixe crescer mais uma hora.

DSC07048

3. Pré-aqueça o forno a 175ºC e no fogão coloque uma frigideira de ferro. Como eu já disse usei uma panela de ferro virada.  Pincele levemente com óleo a frigideira/panela virada e com cuidado coloque duas bolas de massa para “cozinhar”, até que a parte de baixo do muffin esteja bem marron, cerca de 5-8 minutos.   Com jeito vire o muffin e coloque a outra parte para baixo para “cozinhar” também, por uns 5-8 minutos.  Eles irão perder a forma de bola.

4. Quando os muffins estiverem bem tostadinhos remova-os com uma espátula e coloque-os numa assadeira polvilhada com fubá, leve ao forno já pré-aquecido. Asse a 175ºC por 5-8 minutos. Não espere todos os muffins serem “cozidos” na panela/frigideira de ferro para levá-los ao forno juntos, assim que a primeira leva estiver pronta mova os muffins para o forno. Isso pode ser um pouco confuso, mas é só anotar o tempo de cada leva, coloque um papel e lápis à mão!

5. Assim que os muffins forem assando retire-os do forno e coloque numa grade para esfriar por pelo menos 30 minutos antes de cortar ou servir os bonitinhos! Com muita manteiga ou geléia aproveite esses English Muffins!  Guarde na geladeira ou no freezer!

PS: torradinhos e cobertos com manteiga e mel são divinos! Ah e não se esqueça do café!

PS2: Essa receita pode ser feita na máquina de pão, coloque a água e os ingredientes secos depois e leve para sovar no ciclo massa. Depois siga as instruções conforme o item 2, na parte de dividir a massa em seis porções e vá adiante!

Beijos e até breve!