Arquivo | julho, 2011

Lemon Cardamom Ice cream / Sorvete de limão e cardamomo

29 jul

DSC04886

English recipe here

Como disse antes, assim que ganhei os limões sicilianos, e eram muitos…, fui buscar novas idéias para receitas. Esta aqui me conquistou logo de cara, como não gostar de sorvete de limão com especiarias? Não me decepcionei nem um pouco, o sorvete é delicioso. 

Esse é um sorvete tipo francês, com a base de gemas, o que ormalmente não me agrada muito, mas o limão deu o toque e adorei!

Só que dá vontade de tomar a toda hora! O marido também amou e deixou de lado um pote de sorvete de chocolate, o favorito dele, por este aqui! Para quem conhece sua paixão por sorvete e ainda mais de chocolate é um elogio e tanto!
Vou repetir muitas e muitas vezes!

DSC04878

A receita original pede limão Meyer , mas fiz com o siciliano mesmo. Nota 10!

Edu, vai ligando a Ferrari!

A receita é do L.A. Times e aqui está o link para a versão original em inglês. Segue a tradução livre:

Lemon cardamom ice cream

preparo: 35 minutos, mais o tempo de freezer
porções: 8
5 limões sicilianos
1 colher (sopa) de cardamomo moído
1 xícara de half and half (metade da xícara de creme de leite e a outra metade de leite, pegue a dica aqui
)
1 xícara de açúcar
1/2  fava de baunilha
6 gemas grandes
3 xícaras de creme de leite fresco (usei o de lata mesmo)

1. Retire a casca de 1 limão com um microplane ou descascador de vegetais, tome cuidado para não retirar junto a pele branca.  Coloque a casquinha (zest) numa panela (sem ser de alumínio) com o cardamomo moído, o half and half e o açúcar.  Raspe a fava de baunilha com uma faca e coloque as sementinhas e a fava na mistura.  Leve ao fogo alto até que comece a ferver.  Remova do fogo e deixe esfriar por 10/15 minutos.

2. Numa tigela média bata as gemas e despeje um pouco da mistura de half and half, mexendo sem parar.  Coloque na panela e cozinhe em fogo médio mexendo sem parar até que cubra a parte de trás de uma colher de pau, uns 4 a 5 minutos.

3. Passe esse creme por uma peneira e coloque numa tigela.  Retire a casca (zest) de outros 2 limões e adicione ao creme.  Deixe descansar por 10 minutos.

4. Junte o creme de leite à mistura anterior e o suco dos 5 limões, aproximadamente 3/4 xícara. Leve à geladeira para gelar bem, por algumas horas.

5. Coloque a mistura ultra gelada na sorveteira e siga as instruções.

O meu rendeu mais de 1 litro.

Anúncios

Shaker Lemon Pie e a melhor massa para torta doce!

21 jul

DSC04608

Os limões no auge da beleza e sabor enfeitam e perfumam minha cozinha. Além dos limões cravo que ganho dos meus pais, o pediatra dos meus filhos tem um pomar de limão siciliano e depois de perceber que a boa mesa nos une, nos presenteia com sacolas de limão!

Não bastassem serem os do tipo siciliano, caros e difíceis de achar onde atualmente estou, esses são enormes e “de casa”, o que posso fazer? Torta! Dessa vez…há muitas outras receitas esperando para dar o ar da graça por aqui!

Esta torta me conquistou de cara quando a vi no blog A Cozinha Coletiva, do super talentoso Richie, e acabei me apaixonando também pelo seu sabor e delicadeza.

Fácil de fazer, só precisa de organização, pois os limões têm que macerar no açúcar por 12/24 horas para perderem sua acidez. Fora isso, piece of cake, ou melhor, piece of pie!

DSC04611

O Richie fala da importância da maceração do limão, além de retirar toda a parte branca e pele entre os gomos da fruta.  Ele orienta que “ as fatias de limão [sem casca, parte branca ou sementes] devem sem misturadas ao açúcar e reservadas em pote tapado, por 12 ou 24 horas, mexendo de vez em quando. Um bom modo de saber se o tempo já foi suficiente é provar uma fatiazinha, que não deve estar amarga. “

O resultado é uma loucura de bom, sério, a receita fala para deixar a torta esfriar completamente antes de cortar e servir, não aguentei e como tive que fazer duas receitas da massa, já que minha forma tem 3 cm de diâmetro a mais do que a receita pede, sobrou um pouco de massa e recheio e fiz uma “cumbuca” de teste… morna ela é deliciosa, a foto que inicia o post foi a prova e tirou nota 10!

Não guardei na geladeira pois durou só 2 dias e o frio estava intenso por aqui, mas se mora em local quente acho interessante seguir a orientação.

Essa massa de torta é a melhor que já fiz, fica uma delícia e crocante! Já usei para uma torta de morangos frescos com chantilly no aniversário do meu filhote e ficou divina! Só não cobri, assei a torta e depois de fria recheei com um creme feito com leite condensado, leite, ovos e um tiquinho de baunilha. Ficou uma delícia e como consumimos no mesmo dia nem coloquei gel de brilho ou gelatina sobre os morangos! A massa da torta com o sabor dos morangos frescos, hummmm! Adorei essa massa e agora é minha favorita!

Richie, muito obrigada pela maravilhosa receita!

Segue a receita como está em A Cozinha Coletiva:

Para a massa:

1 e 1/4 xícaras de farinha de trigo;

1 colher de chá de sal;

1 colher de chá de açúcar;

120g de manteiga gelada em pedacinhos;

3 colheres de sopa de água gelada (usei só 1)

Preparo da base:

Misture farinha, sal e açúcar. Adicione a manteiga e amasse com a ponta dos dedos até formar uma farofa. Adicione as colheradas de água aos poucos, amassando o suficiente para formar uma bola homogênea. Forre o fundo e as laterais de uma fôrma de 22cm de diâmetro, deixando uma borda de 2cm. Aperte a borda com os dedos para formar o acabamento. Reserve na geladeira.

1 ovo batido, para pincelar;

Açúcar cristal, para polvilhar.

Para o recheio:

2 limões amarelos [usei Siciliano, mas o mais indicado é o Meyer];

2 ¾ xícaras açúcar;

¼ de colher de chá de sal;

4 ovos batidos;

4 colheres de sopa manteiga derretida;

3 colheres de sopa de farinha de trigo;

2 colheres de sopa de creme de leite fresco [opcional].

Começe com 24 horas de antecedência:

Lave e seque bem os limões. Rale a parte amarela da casca e reserve*. Retire toda a parte branca que envolve a polpa dos limões. Usando um fatiador ou uma faca bem afiada [ou ainda o truque de congelar o limão antes de fatiar] fatie os limões o mais fino possível, e retire as sementes. Coloque as fatias em uma tigela ou pote de vidro ou metal, adicione o açúcar e as raspas, misture bem, cubra e deixe macerar, mexendo de vez em quando, por 24 horas, em temperatura ambiente.  * Eu coloquei as cascas raladas junto e achei que ficou muito bom!

Prepare a massa:

Abra metade da massa com um rolo e cubra o fundo e as laterais de uma fôrma para tortas de 22cm de diâmetro. Reserve na geladeira.

Preparo do recheio e montagem:

Bata bem os ovos, com um fouet. Adicione a manteiga derretida, o creme de leite e a farinha, mexendo até ficar homogêneo. Incorpore a mistura de limões e açúcar.

Recheie a torta com esse creme.

Abra o restante da massa, cubra a torta, fechando bem nas laterais, e pincele com o ovo batido. Faça uns cortes sobre a massa, para o vapor escapar enquanto a torta assa. Polvilhe um pouco de açúcar e leve a torta ao forno, preaquecido a 200 graus, por 30 minutos. Abaixe o fogo para 180 graus [cubra a torta com papel alumínio, se a superfície já estiver bastante dourada] e asse por mais 20 minutos.

Deixe esfriar completamente e sirva em temperatura ambiente. Conserve na geladeira.

DSC04591

Se há limão cravo, façamos uma mousse!

16 jul

DSC04456

Parece mixirica, mas é limão! E do tipo cravo!

Por onde passo fico extasiada com a beleza dos limoeiros e laranjeiras! Há em toda casa por aqui, mixiricas, ponkans, limão cravo. Minha vontade é pedir algumas frutas, já que muitas vezes já estão se perdendo por falta de alguém para apanhar . Como assim?

Lembro quando éramos crianças nas férias de julho no sítio dos meus avós,  era mixirica, laranja cravo, laranja lima, ponkan, limão…uma delícia! Nos esbaldávamos de tantos cítricos! E naquela época eu achava que essas frutas eram só para suco ou para chupar…mal sabia que havia uma gama de gostosuras feitas das frutinhas! E nem pensar em doce de laranja, ok? Para nós era sobremesa sem graça, de adultos…cadê o chocolate, o bolo, sorvete? Isso sim era sobremesa naqueles tempos…ainda bem que o tempo passa e vamos nos tornando mais sábios.  E aprendendo com os mais velhos a apreciar as coisas boas da vida.

Na casa dos meus pais há um pé de limão cravo que pinta de abóbora o cenário! Lindo, perfumado e muito saboroso, era outra fruta que para mim servia só para temperar frango, peixe e saladas, além de suco. Ah, também para limpar as panelas de cobre, lembro muito da minha avó limpando o tacho de cobre para fazer doces com o suco do limão cravo, ela esfregava bem as metades do limão . Ficavam muito brilhantes!

Agora não me canso de fazer suco, que sabor delicioso e cor linda! Um suco de cor salmão! Aqui em casa é certo termos uma jarra nas refeições. Mas há que se tomar na hora senão fica amargo, já que gostamos do suco feito com as cascas batidas com a polpa da fruta. Bata um pouquinho e está pronto!

DSC04463

Esse limoeiro é pequeno e não pára de produzir, meu pai traz limão mais de uma vez por semana e ainda está carregado!  Viva a Natureza!

E pensei, o que posso fazer para aproveitar essas frutas? Tentei a casquinha cristalizada mas não deu certo, ficou amarga e endureceu muito, pena… Aí tive a idéia de fazer uma mousse e não é que ficou uma delícia? Nada de extraordinário na receita, mas a delicadeza do sabor nos encantou. Aproveite que está no pico da safra!

DSC04764

Mousse de limão cravo

(4 taças médias)

1 lata de creme de leite

mesma medida de suco de limão cravo espremido na hora

1 1/2 lata de leite condensado

Bata no liquidificador, coloque nas taças e leve para gelar por 3 horas. Simples assim. Na hora de servir decore com raspinhas da casca (zest)  e aproveite!

Kitanda Brasil e outras delícias em Gonçalves, MG

13 jul

kitanda Brasil

Aproveitando os finais de semana para conhecer a região, fomos almoçar em Gonçalves a convite do meu pai. Gonçalves é uma cidade mineira, bem graciosa perto da fronteira entre MG e SP, fica ali ao lado de São Bento do Sapucaí (em SP).

O almoço foi gostoso, o restaurante simples, comida no fogão de lenha, à vontade, a cozinheira muito simpática nos deu dicas de alguns pratos. Satisfeitos fomos dar uma volta pela cidade.

Queríamos um doce para fechar a refeição, paramos numa loja de chocolates artesanais, bombons e café e eis que meu pai deu a idéia de conhecermos o Kitanda Brasil

O nome já me encantou de cara, e assim que entramos na casa mineira que da rua não dá mostras da gostosura que é, a Tanea, dona e chef, nos recebeu com um sorriso e simpatia deliciosos.  A vontade era ficar ali horas, a conversa fluiu e só fomos embora pois já tínhamos almoçado e meus pequenos estavam cansados, além da Tanea ter outras coisas para fazer além de ficar ali me aguentando…..

O Kitanda é a cara de Minas, é a cara da Tanea, é uma delícia de lugar, com um perfume incrível que não consegui decifrar enquanto conversava com  a chef Tanea Romão no hall de entrada, é um lugar para sentar, aproveitar as maravilhas que saem da cozinha e comer bem.

Conversa vai, conversa vem, fiquei doida para experimentar as conservas que ela faz, ganhei uma de Creme de Araçá, maravilhosa! e um pão de sova tipo fermentação lenta.

DSC04839

Do menu degustação fiquei com água na boca, mas não provei ainda, o pão é divino, vale muito a pena!

DSC04492

Se estiver sem idéias para um passeio, venha curtir o friozinho em Gonçalves, e não perca a maravilha do Kitanda Brasil, a família toda vai adorar!

Nas férias de julho é uma pedida interessante, além de muitas paisagens lindas e ar puro, restaurantes gostosos e aventura, há as atividades do Inverno Orgânico, evento voltado para o bem estar, com oficinas de gastronomia, visita a propriedades de cultivo orgânico entre outras coisas.

Programação aqui.

As dicas deste post não são patrocinadas pelos restaurantes, lojas, prefeitura ou outros da cidade de Gonçalves, simplesmente acredito que coisas boas devem ser partilhadas.

Cheesy garlic bread e o 4º aniversário do BBD / Cheesy garlic bread and the 4th anniversary of BBD–edition 41

1 jul

 

DSC04631

Please, scroll down for English recipe

Tudo bem, três meses sem dar as caras e agora dois posts num só dia? Não poderia deixar de participar do 4º aniversário do Bread Baking Day, é um evento muito especial e sempre aprendo muito com as receitas e comentários dos participantes, além de conhecer muita gente talentosa mundo afora! Hoje é o último dia para enviar postagens e desta vez o host é o blog My discovery of bread.

Esse pãozinho veio a calhar num jantar em casa, fiz sopa de lentilha e queria um acompanhamento. Estava frio e esse pãozinho com manteiga foi perfeito!

A receita é adaptada daqui (adaptada mesmo!)  e com certeza farei novamente! Eles ficaram lindinhos e muito saborosos! Vale a pena!

Então, como o tema do mês do BBD é Pão com ervas, segue a receita!

Cheesy garlic bread

500g trigo

1 1/2 colher (chá) de fermento fresco

1 colher (chá) de sal

4 dentes de alho amassados

25g manteiga amolecida

100g queijo parmesão ralado

1 colher sopa de tomilho fresco (ou 1 colher chá de tomilho seco)

1 colher (chá) mel

1 colher (chá) de açúcar

1 ovo inteiro

1/2 xícara de iogurte natural

200ml água morna

MPF: Coloque no bowl da MPF os ingredientes nessa ordem: água morna, iogurte, fermento fresco, manteiga, ovo, sal, açúcar, mel, alho, parmesão, tomilho e o trigo (pode ser que precise de um pouco mais de trigo).  Ciclo massa até o final. Retire a massa da MPF e faça bolinhas de aproximadamente 50g,  faça uma cruz com uma gilete e leve para crescer em forma untada com manteiga por aproximadamente 1 hora. Asse em forno pré-aquecido até que esteja dourado e ao bater na parte de baixo do pão saia um som oco.  Deixe esfriarem numa grade.

Tradicional:

Coloque o trigo, fermento e sal numa grande tigela. Misture  a água morna (temperatura que sua mão aguente) com o mel e a manteiga, jogue sobre os ingredientes secos e mexa até que fique uma massa homogênea.  Adicione o ovo, alho, tomilho, queijo e o iogurte.

Coloque a massa numa superfície enfarinhada e sove por aproximadamente 5 minutos até que a massa não esteja mais grudenta.  Pode ser que precise de mais trigo.

Coloque numa tigela, cubra a massa com um plástico filme e deixe crescer por 1 hora em local seco e quente.

Retire o plástico filme, faça pequenas bolas de 50g mais ou menos e faça uma cruz com uma gilete.  Deixe crescer novamente em uma forma untada até que dobrem de volume.  Asse em forno pré-aquecido até que esteja dourado e ao bater na parte de baixo do pão saia um som oco. Deixe esfriarem numa grade.

xxxxxxxxxx

I haven´t participate for a while in BBD, not that I didn´t want too, but I was too busy taking care of my little baby (she just turned 3 months yesterday). Today I found out about the 4th anniversary and couldn´t let it pass! So here is my contribution! From Brazil to the world!

Cheese garlic bread

  • 500g white bread flour
  • 7g sachet/1.5 tsp fast-action yeast
  • 1 tsp salt
  • 1 tsp sugar
  • 1 tbsp clear honey
  • 4 garlic cloves , crushed
  • 25g soft butter
  • 100g parmesan cheese, grated
  • handful thyme leaves
  • 1 whole egg
  • 1/2 cup iogurt
  • 200ml hand-hot water

Bread Machine:  in the bread machine bowl put the ingredients in this order:water, iogurt, yeast, butter, egg, salt, sugar, honey, garlic, parmesan, thyme and flour.  Set in the dough cicle. After its done, take out the dough and roll into 50g balls,with a rasor make criss-cross in top of the balls. Let it rise in buttered cookie sheet for about one hour.   Bake in a pre heated oven until golden brown or until a hollow sound comes out when you knock the base of the bread.

Old method:

Measure the flour, yeast and salt into a large bowl. Mix 200ml hand-hot water with the honey and butter  in a jug, then pour into the dry mix, stirring all the time to make a soft dough. Add the egg, garlic, thyme and the iogurt.

Turn the dough out onto a lightly floured surface, then knead for 5 mins until the dough no longer feels sticky, sprinkling with a little more flour as you need it.

Cover the dough bowl with lightly oiled cling film, then leave in a warm place to rise for 1 hour.

Remove the cling film, make small balls (about 50g) and with a rasor make criss-cross in top of the balls. Let it rise in buttered cookie sheet until doubled. Bake in a pre heated oven until golden brown or until a hollow sound comes out when you knock the base of the bread.

(adapted from here)

A razão do meu sumiço…

1 jul

DSC04616

Cinco dias depois do meu último post por aqui minha pequena nasceu, super querida, esperada e programada!
Difícil descrever a emoção de ver aqueles olhinhos cor de jabuticaba olhando para mim…não é a primeira vez, já que tenho um príncipe que semana que vem fará seis anos, mas cada experiência é única e essa foi para lá de especial.

Não consegui postar nada durante os três primeiros meses dela, além do nascimento e cuidados com um bebê, tivemos que nos ajustar a uma nova casa, cidade e estado! Os cuidados com o maior também, já que além de mudar de casa, escola e cidade, ele recebeu uma irmã, e vai entender o que isso significa. Beijos e abraços a todo momento, mas e a atenção dos pais e por que não dizer, do resto do mundo, que só quer saber daquele bebezinho que chegou!

Graças a Deus estamos super bem, nos adaptando as mudanças várias que ocorreram e aprendendo a conviver com as novidades.

Estamos morando em casa, até que enfim, depois de ter vivido e crescido numa casa grande a vida inteira, tive que morar em “apertamento” até abril…e agora temos espaço, o pequeno pode pular e correr e temos uma horta! Depois coloco fotos!

Enfim, estamos muito felizes, só para terem uma idéia… minha vista da janela da cozinha…

DSC04606

Até breve! Tenho várias receitas para postar, inclusive com cítricos, que estão no auge da delícia e beleza!